Essa definitivamente não tem sido a melhor das temporadas de Elon Musk. O CEO da Tesla e da SpaceX vem se envolvendo com declarações e atitudes polêmicas, incluindo algumas que são de cunho pessoal mas trazem grandes implicações em sua esfera profissional. Depois de aparecer fumando maconha ao vivo em uma entrevista, dois executivos deixaram sua companhia de carros elétricos e agora a Força Aérea norte-americana estaria de olho no seus hábitos ligados ao consumo de drogas.

Após aparecer brisado no podcast do comediante Joe Rogan, o jornalista estadunidense Charlie Gasparino, da Fox Business, postou no perfil da Força Aérea dos Estados Unidos no Twitter uma pergunta relacionada a Elon Musk consumir drogas. A lógica disso é que a SpaceX é uma parceira governamental dos Estados Unidos e o uso de maconha é proibido para militares e pessoas que possuam, digamos, mais liberdade em relação à vigilância da segurança norte-americana.

A partir daí, essa conversa foi se espalhando pelos corredores da Força Aérea, que agora se vê na obrigação de se posicionar a respeito. Inicialmente, boatos ventilaram a possibilidade de uma abertura de inquérito para apurar o caso. “Não há precisão nesses relatos que dizem existir um inquérito. Precisaremos de tempo para determinar os fatos e o processo adequado para lidar com a situação”, disse um porta-voz do departamento, no sábado (07), ao The Verge.

elon brisado

Até agora, por enquanto, não há mais informações sobre quais procedimentos vêm sendo tomados a respeito disso. Aguardamos o desenrolar dessa história e os próximos passos de Musk, que já admitiu ser fumante frequente. Que ano polêmico para o gênio sul-africano, não?