ZTE adiou o lançamento de seu primeiro smartphone com tecnologia 5G para o segundo semestre de 2019. A princípio, a expectativa era de que a empresa lançasse um celular 5G no final deste ano, ou no início de 2019, já que ela havia anunciado estar desenvolvendo sua própria tecnologia há um tempo.

Embora a ZTE já tivesse iniciado a corrida para o 5G, esse atraso pode acabar coincidindo com os lançamentos de outras empresas estreando na mesma tecnologia, fazendo-a perder uma possível dianteira.

Até o momento, a ZTE não divulgou uma razão para justificar o atraso, mas o mais provável é que a empresa esteja enfrentando alguns problemas inesperados com suas soluções de dispositivos 5G. Em comparação com a tecnologia atual (4G/LTE), o 5G exige algumas antenas extras e modens maiores. Isso ocasiona um aumento significativo no consumo de energia e geração de calor, o que, inevitavelmente, fará com que os celulares necessitem de uma bateria maior e um melhor sistema de resfriamento.

De fato, o atraso pode decepcionar alguns consumidores. Entretanto, para os que desejam adquirir um novo smartphone ZTE com o atual 4G/LTE, ela acabou de anunciar o Axon 9 Pro. Com uma imensa tela de 6,2", processador Snapdragon 845 (o mais poderoso da Qualcomm atualmente), 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, ele estará disponível na Europa a partir do próximo mês, por 649 euros.