Não faz nem um mês que a União Europeia puniu a Google com uma multa de US$ 5 bilhões pela prática de truste com seu sistema operacional, o Android. Foram três os principais motivos que levaram o bloco econômico a investigar a empresa e agora o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) está analisando o caso segundo o presidente da instituição, Alexandre Barreto.

A Google não se pronunciou oficialmente sobre a análise do Cade, mas reforçou sua posição – divulgada na ocasião da punição pela EU

“O que estamos fazendo agora é analisar a decisão da União Europeia para decidir se é o caso de termos uma atuação aqui [no Brasil] ou não”, disse Barreto. Tanto o órgão quanto uma denúncia podem ser o gatilho para o início de uma análise que pode levar a uma investigação.

Política de truste?

Na Europa, a empresa teve que pagar uma multa bilionária por ter usado o Android como um veículo para consolidar sua dominância como ferramenta de busca na internet, segundo afirmou Margrethe Vestager, responsável por analisar competições comerciais na União Europeia.

Google não se pronunciou oficialmente sobre a análise do Cade, mas reforçou sua posição – divulgada na ocasião da punição pela EU: “Estamos dispostos a fazer mudanças, mas estamos preocupados com o fato de que a decisão de hoje [na Europa] afete o equilíbrio que atingimos com o Android", afirma o texto publicado pelo CEO da Google Sundar Pichai.

Cupons de desconto TecMundo: