Após a falha para pegar parte de um foguete, a SpaceX decidiu oferecer melhorias ao Mr. Steven, barco da companhia, que agora está quatro vezes maior. A embarcação tem como função recolher peças de foguetes em queda e agora possui uma rede ainda maior. Com uma superfície mais ampla, a tendência é de que aumentem as chances de o navio realmente ser capaz de cumprir sua missão, que atualmente é conseguir pegar o cone do nariz do foguete Falcon 9 após seu lançamento.

Uma vez que o foguete esteja no espaço, seu "nariz", ou carenagem de carga útil, se divide ao meio, e as peças caem de volta na Terra. Esses pedaços não seriam mais usados naquela missão, mas podem ser úteis em projetos futuros. Ansioso para descobrir a melhor forma de salvar essas cargas, o CEO da SpaceX, Elon Musk explica: "Imagine que você tivesse US$ 6 milhões em dinheiro em uma paleta voando pelo ar e que fosse cair no oceano. Você tentaria recuperar isso? Sim. Sim, você tentaria".

A solução da SpaceX tem sido desacelerar as metades da carenagem após elas caírem, de maneira que o barco possa pegá-las. Para isso, elas são equipadas com pequenos propulsores para ajudar a guiá-los de volta à Terra, bem como paraquedas especiais para diminuir a velocidade da descida. Vale dizer que ambos possuem seus próprios sistemas de orientação a bordo para ajudá-los a navegar de volta para baixo.

Depois, cabe à embarcação ficar embaixo de uma das metades para que seja possível pousar em um local seco e suave. Agora, com sua ampla rede  que mede cerca de 3,6 mil metros quadrados , talvez Mr. Steven seja capaz de recuperar uma carenagem durante um dos lançamentos da empresa no final deste mês.