Amazon quer dominar o comércio online de todos os setores e isso inclui um dos que mais gera grana em todos os países: a indústria farmacêutica. Para isso, a rede varejista teria superado a oferta do grupo Walmart e adquiriu a Pillpack, que possui nos Estados Unidos um serviço interessantes para quem precisa de medicamentos constantes, com embalagens pré-selecionadas, coordenação de recargas e renovações e garantia de remessas enviadas no prazo.

“A equipe visionária da PillPack tem uma combinação de profunda experiência em farmácia e foco em tecnologia. A PillPack está melhorando significativamente a vida de seus clientes e queremos ajudá-los a continuar facilitando a economia de tempo, simplificando a vida e a saúde das pessoas. Estamos felizes em ver o que podemos fazer juntos em nome dos clientes ao longo do tempo”, confirmou Jeff Wilke, CEO da Amazon Worldwide Consumer, sem citar cifras.

“A PillPack torna simples para qualquer cliente tomar o medicamento certo no momento certo e se sentir mais saudável. Juntamente com a Amazon, estamos ansiosos para continuar trabalhando com parceiros em todo o setor de saúde para ajudar pessoas em todo os Estados Unidos que podem se beneficiar de uma melhor experiência com farmácias”, celebrou TJ Parker, cofundador e CEO da PillPack.

A transação ainda está sujeita a aprovações regulamentares do governo estadunidense e as companhias esperam bater o martelo no segundo semestre de 2018.