A Microsoft está reforçando as próprias iniciativas de nuvem para a área da saúde. A ideia é que uma grande base de dados possa oferecer perfis de pacientes e análise inteligente de dados para cada vez mais médicos, segundo a equipe da Microsoft Healthcare.

A inteligência artificial também é um ponto, ao lado da nuvem, para atrair mais equipes médicas aos produtos da Microsoft

Para ajudar nessa tarefa, a Microsoft anunciou a contratação de Jim Weinstein e Joshua Mandel, dois veteranos da indústria da saúde que assumem os cargos de vice-presidente da Microsoft Healthcare e chefe de arquitetura, respectivamente.

A inteligência artificial também é um ponto, ao lado da nuvem, para atrair mais equipes médicas aos produtos da Microsoft. O desafio é fazer isso de maneira segura, já que os dados dos pacientes, obviamente, são confidenciais.

"Na Microsoft, estamos confiantes de que muitos aspectos da TI para a área de saúde migrarão de consultórios e clínicas dos médicos para morar na nuvem", explica Peter Lee, diretor da Microsoft Healthcare. "Estamos dando passos concretos com um primeiro plano para padronizar o processo para o movimento de preservação da privacidade de um paciente para a nuvem e para o rastreamento automatizado de sua exposição a aprendizado de máquina e ciência de dados".