Um homem responsável pela realização de quase 100 milhões de telefonemas automáticos com propagandas de pacotes de viagem de empresas famosas envolvidas com turismo foi condenado a pagar multa de US$ 120 milhões, ou cerca de R$ 432 milhões, na Flórida, Estados Unidos, pela Comissão Federal de Comunicações (FCC) norte-americana.

Apesar da defesa do condenado – Adrian Abramovich – dizendo que que não estava praticando nenhuma atividade fraudulenta e que estaria apenas realizando um trabalho legítimo de telemarketing

A multa já havia sido proposta no meio do ano passado, mas apenas agora foi aprovada pelos responsáveis, o presidente Ajit Pai e os delegados Brendan Carr e Jessica Rosenworcel. Apenas um delegado, Michael O’Rielly, teve uma certa ressalva na decisão, mas acabou sendo voto vencido.

Apenas meu trabalho

Apesar da defesa do condenado – Adrian Abramovich – dizendo que que não estava praticando nenhuma atividade fraudulenta e que estaria apenas realizando um trabalho legítimo de telemarketing para divulgar os serviços de turismos anunciados nas gravações das ligações automáticas. Abramovich evitou falar além disso para não se incriminar mais perante a comissão da FCC como a lei norte-americana permite.

A FCC acusou o homem de enganar os consumidores com ofertas de vagens de empresas de turismo conhecidas, como os hotéis Hilton e Marriott. A agência disse que Abramovich liderou “uma das maiores e mais perigosas campanhas de ligações automáticas ilegais que a comissão já investigou”.

Fora de controle

Cerca de 2,5 bilhões de ligações como essa são feitas nos Estados Unidos todo mês e mais de 200 mil reclamações sobre ligações indesejadas são feitas todo ano para a FCC. Em relação a telemarketing, a coisa piora muito em outra instituição, a Comissão Federal de Comércio: em 2016, o órgão recebeu 5,3 milhões de reclamações sobre telemarketing.

A FCC aprovou novas regras em novembro do ano passado para proteger os consumidores contra chamadas não solicitadas. A comissão também tem trabalhado em outras maneiras de limitar as terríveis chamadas indesejadas: “Hoje, a FCC impõe uma penalidade a um sujeito que fez milhões de ligações automáticas dois anos atrás”, escreveu a delegada Rosenworcell. “Mas 3,4 bilhões de ligações automáticas aconteceram no mês passado. Vai demorar muito mais do que isso, pois esvaziar o oceano com uma colher de chá não é suficiente quando estamos nos afogando em chamadas incômodas”.

Cupons de desconto TecMundo: