O maior evento do ano para a Google está prestes a começar. A Google I/O 2018 terá seu pontapé inicial dado na próxima terça-feira (8), e a empresa já publicou parte da agenda da feira na web. Só que, para tentar fazer segredo, os detalhes das sessões e dos encontros são bem vagos, mas a gente consegue inferir algumas coisas combinando o que a Google revelou e os rumores e vazamentos que vêm acontecendo nos últimos meses.

Confira o que esperar do maior evento de desenvolvedores e de lançamentos da Google em 2018.

Android P

Naturalmente, a Google deve lançar um novo Developer Preview do Android P e, quem sabe, revelar qual será de fato o novo sabor do Robô. As maiores apostas são Pineapple Cake e Popsicle. Mas o que importa mesmo são as mudanças que a empresa vai entregar nessa nova edição do SO.

A primeira versão liberada pela empresa em março trouxe uma série de alterações na interface do Android. Elas foram tantas e tão profundas que a empresa está chamando a sua linguagem de design de “Material Design 2” internamente. Oficialmente, ainda não há qualquer nomenclatura para o novo estilo.

Durante a I/O 2018, a empresa pode apresentar de vez essa nova linguagem de design, a qual inclusive já está começando a chegar a vários produtos de software da Google, como Gmail, Google Pay, Chrome e Chrome OS.

Além disso, pode haver uma grande mudança estrutural no Android P, que segundo um vazamento da própria Google pode trazer uma nova barra de navegação inferior. O botão home poderia mudar de forma e servir para mais de um tipo de ação, e o voltar ficaria escondido até se tornar necessário no sistema.

Google Assistente

É muito provável que a Google anuncie novas capacidades para o Google Assistente na I/O 2018, como fez em anos anteriores. Desta vez, pelo menos, já temos uma ideia de uma das novas funcionalidades do Assistente. A empresa apresentou há alguns meses o que ela está chamando de “Slices”, que seriam “fatias” de apps que poderiam ser exibidas em outras partes do sistema operacional.

'Fatias de apps' levariam um tipo de cartão de informações para dentro do Google Assistente

Ainda há poucas informações sobre como isso vai de fato funcionar, mas os desenvolvedores que já trabalham com a novidade acreditam que essas “fatias de apps” levariam um tipo de cartão de informações para dentro do Google Assistente.

A ideia funcionaria assim: se o usuário perguntasse onde está passando “Vingadores: Guerra Infinita”, em vez de mostrar apenas resultados de buscas, o Assistente mostraria também um cartão com uma “fatia” do Ingresso.com, por exemplo, com os horários e locais de sessões. Isso caso o dito app estivesse instalado e adaptado para mostrar as tais fatias.

Flutter

A Google já lançou o primeiro Beta do Flutter no início do ano e, durante a I/O 2018, a companhia deve apresentar um Beta 2 ou mesmo uma versão finalizada da plataforma de desenvolvimento. Com o Flutter, desenvolvedores poderão criar apps para o Android e replicar simultaneamente um código para seu app no iOS, respeitando peculiaridades de design e APIs de cada sistema operacional móvel. A Google ainda destaca que o Flutter tem seu próprio engine e permitirá criar apps em muito menos tempo.

Mas o mais interessante disso tudo é que o Flutter é uma espécie de preparação de terreno para o que está por vir. O Fuchsia — que não deve ser lançado na I/O 2018 — é um novo sistema operacional que a Google vem desenvolvendo em segundo plano que eventualmente poderia substituir o Android e o Chrome OS. O mais interessante é que essa nova plataforma rodaria exclusivamente apps criados em Flutter. Ele seria em essência um "Flutter OS".

fuschsiaInterface preliminar do Fuchsia OS da Google

Ainda não sabemos muito sobre quais seriam as funcionalidades dessa nova plataforma, mas ela está sendo construída do zero pela Google. A empresa inclusive criou um kernel enxuto e versátil para servir de base do SO. Dessa maneira, diferente do Android e do Chrome OS, Fuchsia teria uma base completamente distinta do kernel do Linux. Em outras palavras, a plataforma seria muito mais segura já de início e também poderia ser 100% controlada pela Google.

Smart Things e Android Things 1.0

Aparelhos que seguem o padrão da internet das coisas são verdadeiros pesadelos de segurança digital. Esses dispositivos foram desenvolvidos para se conectar ao WiFi das residências, mas seus firmwares e softwares são comumente explorados por hackers através de brechas que nunca são corrigidas por atualizações. O Android Things pretende ser uma solução para a internet das coisas. A Google controlaria as atualizações e as funcionalidades do SO com seu sistema, mantendo os aparelhos sempre atualizados e seguros.

androidauthority

Mais em software

Há indícios na agenda da I/O 2018 de que a Google pode apresentar algumas novidades no Google Fotos e também no Android Auto. Contudo, ainda não temos muitas informações do que pode estar por vir.

Aparelho Android TV

Agora que a Google realmente abandonou o Nexus Player, a empresa aparentemente está trabalhando em um novo hardware para servir de casa para o Android TV. Fotos de um dongle que parecia um Chromecast grandão vazaram na web no início do ano, indicando que talvez esse seja o dispositivo que a Google está planejando para substituir o Nexus Player.

Dá para dizer que isso não é simplesmente uma nova versão do Chromecast porque há um controle remoto com um botão para o Google Assistente e teclas direcionais em vários outros.

Daydream

É possível que a Google apresente novidades para a sua plataforma de realidade virtual mobile, o Daydream, durante a I/O deste ano junto com um novo par de óculos VR, uma terceira geração dos aparelhos de VR da empresa. Outras marcas parceiras também devem mostrar seus dispositivos.

Tablets

Também existe a possibilidade de a Google apresentar novos tablets de suas parceiras rodando o Chrome OS, mas essa é uma suposição menos “quente” do que as demais. A Acer já lançou um aparelho desse tipo recentemente, e talvez a Google ou alguma outra parceira de hardware apareça por lá com uma novidade nesse sentido.

O que não deve aparecer na I/O 2018

A menos que a Google mude completamente sua estratégia de hardware, os smartphones Pixel 3 não devem dar as caras nesse evento, tampouco o suposto “Pixel de baixo custo” que vem sendo citado na dimensão dos rumores. Seja como for, os novos smartphones da Google são esperados para outubro.

Outra coisa que não deve aparecer por lá são novos “smart displays” com Google Assistente. A empresa até fez parcerias para produzir esses dispositivos, mas não ouvimos mais nenhuma movimentação nesse sentido pairando pela web. A empresa que parece mais avançada nesse sentido é a Lenovo, que prometeu um smart display para o terceiro trimestre do ano, o que seria um tanto tarde para aparecer na Google I/O 2018.

smartdisplay google assistente

Há rumores ainda de um console feito pela Google para streaming de jogos online. Existiam previsões de que algo assim chegaria ao mercado no fim do ano passado, mas esse não foi o caso. Um console também requer muita comunicação com desenvolvedores e, se a Google quisesse lançar um aparelho desses na I/O 2018, pelo menos algumas informações ou Developer Previews já teriam surgido por aí.

Por fim, espera-se que, em algum momento, a Google unifique o YouTube Red com o Google Play Music, criando assim um "YouTube Remix", um novo serviço de streaming de música bem completo. Contudo, não há indicações de que isso esteja perto de ser lançado, considerando rumores e a agenda da feira.

Mas a gente quer saber o que você espera da I/O 2018. Conte pra gente na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: