A Microsoft pode ser a primeira companhia do mundo a alcançar um valor de mercado de US$ 1 trilhão, de acordo com a empresa Morgan Stanley, em nota enviada para investidores na segunda-feira (26). Segundo os analistas, o interesse da Microsoft em serviços de nuvem está alavancando o valor de mercado da empresa.

A corrida pelo trilhão se divide entre Apple, Google e Microsoft

De acordo com o analista Keith Weiss, as ações da Gigante dos Softwares podem subir de US$ 110 para US$ 130 por fatia, o que elevaria a companhia ao patamar de US$ 1 trilhão. Na segunda, o valor total da empresa foi fechado em US$ 722 bilhões.

Hoje, a corrida pelo trilhão se divide entre Apple, Google e Microsoft — mas, ao que parece, a última vai largar na frente. O analista Keith Weiss acredita que isso acontecerá se a MS continuar atuando em dois pontos primordiais, que envolvem o crescimento do negócio em nuvem pública e o aumento da margem de lucro.

"Com a adoção da nuvem pública crescendo hoje de 21% para 44% nos próximos três anos, a Microsoft espera manter uma posição dominante que esperamos dobrar de tamanho para mais de US$ 250 bilhões", adicionou o analista.