Um acordo recente entre duas grandes marcas orientais reafirma a versatilidade do uso dos drones e pode impulsionar ainda mais o mercado do segmento.

Uma das principais fabricantes de drones, a chinesa DJI, recebou a encomenda da marca japonesa Komatsu, especializada em produtos voltados para a construção civil, para produzir mil drones personalizados que sejam capazes de recolher imagens aéreas com alta precisão de informações.

A captura de informações aéreas é possível graças à tecnologia Skycatch, que consegue mapear terrenos utilizando imagens feitas pelos drones.

1

O acordo entre as duas marcas representa a maior encomenda de drones para uso comercial já feita na história. O desempenho das máquinas ao realizar o mapeamento de terrenos, que antes demorava dias e que agora poderá ser feito em questão de horas, pode significar uma guinada para o segmento de drones no mercado.

Drone personalizável é aposta da DJI

O valor da transação não foi divulgado, mas sabe-se que será utilizado para o negócio o modelo Matrice 100, conhecido por ser bastante personalizável. Além do valor unitário de cada equipamento, em torno de US$ 3,2 mil, são acrescentados ainda o valor pela tecnologia do GPS, cerca de US$ 1 mil, e o valor mensal pelo sistema Skycatch, pago à empresa de mesmo nome, responsável pelo domínio da tecnologia — algo por volta de US$ 1,8 mil.

2

Com o acordo, a utilização comercial de drones avança mais no mercado. Outros projetos envolvendo as máquinas voadoras já apostam na utilização da tecnologia para uso agrícola e industrial.

Ao lançar modelos personalizáveis, a DJI aumenta a possibilidade de que cada drone atenda às necessidades específicas de cada cliente.