A Google estaria costurando um acordo para adquirir a fabricante de câmeras Lytro e pode desembolsar até US$ 40 milhões para fechar o negócio. Ao que tudo indica, a empresa busca reforçar as suas iniciativas no âmbito fotográfico comprando uma startup famosa justamente por apresentar tecnologias inovadores relacionadas a fotografia e realidade virtual.

Segundo o TechCrunch, diversas fontes anteciparam o negócio, mas com algumas divergências. Uma delas fala em um acordo que envolveria aquisição de ativos por não mais do que US$ 40 milhões, um valor baixo para uma empresa que levantou mais de US$ 200 milhões junto a investidores e foi avaliada em mais de US$ 360 milhões no ano passado.

Outra fonte consultada pela publicação fala em um valor ainda mais baixo, de US$ 25 milhões. Uma terceira fonte relata que nem todos os atuais funcionários da Lytro seriam transferidos para a Google, sendo que vários deles já teriam deixado a empresa (de forma voluntária ou via demissões).  Ainda não se sabe em que fase as negociações estão, mas parece que a coisa é quente.

LytroLytro pode ser adquirida pela Google.

A Lytro foi fundada em 2006 com o nome Refocus Imaging por Ren Ng, mas começou a ganhar destaque em 2012, quando a sua primeira câmera foi anunciada. O modelo trazia um recurso bastante inovador mesmo para os dias de hoje: a possibilidade de ajustar o foco de uma fotografia após a sua captura.

Esse recurso é proporcionado por tecnologias conhecidas como campos de luz e dados de profundidade, inovações que despertam o interesse da Google. Se a negociação entre as duas companhias se concretizar, a gigante de Mountain View ainda leva ainda para si um total 59 patentes da Lytro, um reforço e tanto para a construção de câmeras de realidade virtual.

Cupons de desconto TecMundo: