Não foi um bom dia para o esporte se você possui ou é entusiasta dos bitcoins. Mais uma vez a SEC (Comissão de Valores Mobiliários, na sigla em inglês) emitiu um alerta sobre os riscos de das transações de criptomoedas com operadoras não registradas. O que fez com que o valor da moeda virtual tivesse uma desvalorização de 10% - cada bitcoin cotado a cerca de USD 9.800.

Daí que o desempenho de outras cripto acompanhou a flutuação do bitcoin. Estamos falando de Ethereum, Ripple e os outros ativos que compõe a lista das 100 moedas digitais mais famosas do mundo.

Curioso é que até o início de 2017, o órgão regulador não dava tanta atenção assim para o mercado de criptomoedas. Mas, com o boom de ICOs, a coisa mudou de figura. Afinal, uma oferta inicial de moedas virtuais é bem parecida com uma oferta inicial de ações (o IPO) - algo que é conduzido sob as regras da SEC. Ou seja, a comissão quer que as exchanges se registrem como bolsas de valores nos EUA.

Algumas das empresas mais famosas de negociação de ativos virtuais - tipo a Coinbase - não possuem o registro exigido pela comissão norte-americana e, no lugar, operam com uma licença de transmissão de dinheiro. Como notícia ruim pouca é bobagem, surgiu um rumor de que a Binance - outra exchanges bem famosa - havia sido hackeada.

Em comunicado, a empresa afirma que está investigando o caso.

Curtiu o texto? Saiba que isso é só um gostinho do que é publicado diariamente na newsletter do The BRIEF, que traz as principais notícias do mercado de tecnologia pra você, todas as manhãs. É serious, é business, mas com um jeitão bem descontraído (#mozão). Para assinar, é só clicar ali -> aqui

SEC alerta sobre transações com bitcoin e derruba valor da moeda (de novo) via The Brief

Cupons de desconto TecMundo: