Imagem de: Brasil tem 116 milhões de pessoas com acesso à internet, diz pesquisa

Brasil tem 116 milhões de pessoas com acesso à internet, diz pesquisa

1 min de leitura
Avatar do autor

O Brasil tem 116 milhões de pessoas conectadas à internet. O número é parte dos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), divulgada nesta quarta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os valores são de 2016 e correspondem a 64,7% da população com idade acima de 10 anos.

Esses números mudam bastante dependendo da região do país. Os maiores percentuais estão no Sudeste (72,3%), Centro-Oeste (71,8%) e Sul (67,9%), enquanto Norte (54,3%) e Nordeste (52,3%) ficaram abaixo da média nacional.

Já em relação aos dispositivos, o celular foi o mais usado, tendo sido citado por 94% das pessoas com acesso à rede. Ele contribuiu para o aumento no número de conexões, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, onde a quantidade de domicílios com computador fica abaixo dos 30%.

Um gráfico.

O que os brasileiros fazem na internet?

O instituto também quis saber o que as pessoas faziam quando estavam acessando à rede. Quase todas (94%) conversam através de mensagens de texto e voz em qualquer plataforma diferente do e-mail, como o WhatsApp. O segundo uso mais citado foi assistir a vídeos, incluindo séries e filmes, algo feito por 76% dentre os que têm conexão.

Já do lado de quem não acessa a internet, a maioria diz que não utiliza a ferramenta por não saber usar (37,8%) ou não ter interesse em acessar (37,6%). A justificativa de que os serviços são muito caros foi dada por 14,3% dos desconectados.

Um gráfico.

O momento é de troca de televisões

Uma tendência crescente é a troca das televisões de tubo por aparelhos de tela fina, com tecnologia LED, LCD ou plasma. As TVs estão presentes em 97,2% dos domicílios, sendo 36,6% delas de tubo e 63,4% de tela fina. Novamente, as diferenças são grandes entre as regiões, com a tela fina mais presente no Sudeste (73,8%) e menos no Nordeste (54,2%).

Quanto à possibilidade de receber o sinal de TV digital, 10,3% das casas ainda dependem exclusivamente do sinal analógico, não tendo acesso a aparelhos, a um conversor ou a um pacote de TV por assinatura

Em relação aos canais pagos, eles são utilizados em 33,7% dos domicílios. Dos que não pagam por TV a cabo, 55% usam como justificativa o alto preço dos planos. Mais números com os resultados da pesquisa podem ser encontrados no site do IBGE.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Brasil tem 116 milhões de pessoas com acesso à internet, diz pesquisa