Já não é novidade que lá na China Apple Stores falsas existem aos montes; logo, também não deve ser surpresa descobrir que o país continua a encontrar e fechar lojas como essas encontradas por aí. O caso mais recente, por sua vez, teria resultado no fechamento de uma loja em Pequim, bem como em uma multa de US$ 43 mil pela quebra de propriedades intelectuais da Maçã, como parte de uma operação de desmantelamento do país.

Segundo o South China Morning Post, em relatos trazidos pelo The Mirror, a loja falsa utilizava uma série de pequenos detalhes para convencer o público de que se tratava de um estabelecimento oficial da Apple.

Os funcionários, por exemplo, utilizavam camisetas escuras com logos em branco da Apple, imitando o conhecido visual dos empregados de uma Apple Store. Já ao escanear um código de barras 3D com seu celular, você era presenteado com uma mensagem dizendo “Centro de Serviços Apple”, bem como trazendo uma logo da marca.

Além de produtos falsos, loja tinha funcionários uniformizados como nas Apple Stores oficiais e vendia peças falsificadas

A parte mais perigosa de tudo isso, porém, era que a loja vendia peças falsificadas. Logo, reparos feitos nesse estabelecimento podem ter tornado diversos aparelhos inseguros. Obviamente, diversos produtos falsos da Apple também eram vendidos, sendo que todos teriam sido confiscados.

Visto, é claro, que a marca é uma das mais procuradas pelo público, é improvável que ações como essa vão dar fim às lojas falsas da Apple – e a presença de estabelecimentos desses até mesmo em Nova York é prova disso. E como em alguns casos nem mesmo os funcionários sabem que se trata de uma mentira, fica cada vez mais difícil capturar os culpados.

Cupons de desconto TecMundo: