Troca de baterias vai afetar venda de novos iPhones? Apple não se importa

1 min de leitura
Imagem de: Troca de baterias vai afetar venda de novos iPhones? Apple não se importa
Avatar do autor

Em uma conferência com investidores para falar sobre os resultados do primeiro trimestre fiscal de 2018, Tim Cook, CEO da Apple, afirmou que a empresa sequer considerou o fato de que o seu programa de troca de baterias para iPhones antigos poderia afetar a venda de novos smartphones da marca.

A pergunta foi feita por investidores preocupados com uma possível queda nas vendas de novos aparelhos, considerando que a troca de bateria devolve o desempenho original a iPhones antigos afetados pelo corte de performance, desencorajando, portanto, a compra de novos modelos. A situação era causada por um recurso do iOS, que buscava evitar a degradação de células de energia já comprometidas ao diminuir a tensão da CPU e, consequentemente, exigir menos da bateria.

Nós não consideramos o impacto que isso poderia ter. O efeito na venda de novos modelos não estava em nossa mente durante o processo de decisão sobre isso

“Nós não consideramos o impacto que o programa de atualização de baterias poderia ter na nossa taxa de atualização para novos aparelhos. Sentado aqui, nesse momento, eu não sei como isso vai afetar a venda de novos iPhones. Nós fizemos isso porque acreditamos que isso era a coisa certa a fazer para nossos clientes. O efeito na venda de novos modelos não estava em nossa mente durante o processo de decisão sobre isso”, disse Cook durante a conferência.

A Apple confirmou no fim do ano passado que estava cortando deliberadamente o desempenho de iPhones antigos para que eles não degradassem rapidamente as baterias que já estavam com sua vida útil comprometida. Depois de muita polêmica sobre o caso, a empresa iniciou o programa de troca de baterias, para que os aparelhos afetados pudessem retomar seu desempenho original. No Brasil, a troca custava R$ 449 e, com o desconto no programa em questão, ficou em R$ 149.

Alguns dias antes de anunciar o programa de trocas, a empresa também fez um pedido de desculpas público para os usuários afetados, explicando que estaria trabalhando em uma forma de resolver a situação. Não temos números oficiais sobre quantos iPhones receberam novas baterias em lojas da Apple pelo mundo, mas há relatos de que houve uma grande demanda.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Troca de baterias vai afetar venda de novos iPhones? Apple não se importa