Segundo decreto presidencial publicado hoje (22) no Diário Oficial da União, o Nubank agora pode se tornar uma financeira totalmente autônoma. A startup até então precisava manter parcerias com grandes bancos brasileiros para conseguir oferecer crédito e realizar operações financeiras legalmente no Brasil.

O pedido inicial foi feito pelo Nubank há cerca de dois anos e só hoje foi devidamente aprovado

O decreto assinado pelo atual presidente da república, Michel Temer, diz que “é do interesse do governo brasileiro a participação estrangeira de até 100 por cento no capital da instituição financeira a ser constituída pela Nu Holdings”. Isso porque, apesar de ser uma empresa brasileira, o Nubank é controlado por uma holding com sede nas Ilhas Cayman. Pelo fato de ter investimento estrangeiro, a startup precisava de aprovação por decreto presidencial para operar como financeira por aqui. O pedido inicial foi feito pelo Nubank há cerca de dois anos e só hoje foi devidamente aprovado.

Além de já ter emitido mais de 3 milhões de cartões de crédito no Brasil desde que começou a operar, o Nubank lançou recentemente sua conta digital chamada NuConta, que permite ao usuário investir dinheiro e utilizar o recurso para realizar algumas transações. Espera-se que, com a aprovação presidencial, essa ferramenta se torne mais funcional.

A aprovação que recebemos agora era a última etapa que faltava para podermos constituir uma instituição financeira

Cristina Junqueira, cofundadora e vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Nubank, celebrou a publicação do decreto em contato com a Exame. “A aprovação que recebemos agora era a última etapa que faltava para podermos constituir uma instituição financeira, processo que deve ser completado nos próximos seis meses”. Junqueira ainda comentou que alguns elementos técnicos necessários para o funcionamento do Nubank como financeira já estão prontos, o que deve fazer com que a empresa lance mais produtos muito em breve. Contudo, não há nenhuma confirmação oficial nesse sentido até o momento.