A Bitcoin consome praticamente todo o espaço das criptomoedas na imprensa, com o Ethereum surgindo de escanteio como a melhor grande alternativa aos problemas da “rival”. Mas nenhuma das mais importantes criptomoedas do momento são realmente adequadas para funcionar como moedas de fato, permitindo a compra e venda de bens e serviços com praticidade e baixo custo. A RaiBlocks, por outro lado, pretende ser a melhor alternativa nesse sentido.

Diferente do que ocorre com as principais criptomoedas, na RaiBlocks não há taxas para realização de transações, e as operações entre os investidores acontece de forma praticamente instantânea. Mas isso não tem a ver com o fato de a RaiBlocks ser uma “criptomoeda pequena”, mas sim com a tecnologia empregada por trás dela. Por isso, essa opção tem começado a ser adotada no comércio online global.

Em três anos de uso, tivemos três compras em Bitcoin, enquanto em apenas duas semanas já tivemos uma com RaiBlocks

Uma das lojas que já aceita RaiBlocks é a Doppel, um comércio de camisetas online que opera a partir de Curitiba. Igor Borges, 21, proprietário do negócio, explica que seu e-commerce já aceitou Bitcoin como forma de pagamento, mas o método não fez sucesso com os clientes. “Em três anos de uso, tivemos três compras em Bitcoin, enquanto em apenas duas semanas já tivemos uma com RaiBlocks”, revelou ao TecMundo.

O que incentiva lojas e clientes a negociarem em RaiBlocks é o fato de não haver taxas para a realização de transações. Mesmo que a cotação de flutue bastante, como a de qualquer outra criptomoeda, não há dificuldades para realizar pagamentos. “Trabalhamos com coisas baratas — camisetas de algodão. Taxas altas como as da Bitcoin não tornam viável a transação”, explicou Borges. Além das taxas, as operações em Bitcoin podem demorar muitas horas para serem concluídas, dado o estado congestionado da rede.

doppelDoppel oferece desconto de 5% para quem paga com RaiBlocks

A RaiBlocks cria uma rede de Blockchain individual para cada usuário cadastrado

Isso não acontece — e provavelmente nunca acontecerá — com a RaiBlocks por conta da sua estrutura diferenciada. Na Bitcoin, todas as operações e todos os usuários estão registrados e inseridos em uma só rede de Blockchain. Quando a moeda cresceu exponencialmente no fim de 2017, a quantidade de blocos circulando ficou grande demais, e a estrutura montada pelos mineradores para processar as transações não conseguiu acompanhar o ritmo.

A RaiBlocks, por outro lado, cria uma rede de Blockchain individual para cada usuário cadastrado. As transações, portanto, acontecem de forma dessincronizada da rede, o que evita um imenso tráfego e a necessidade de grandes estruturas de hardware para autenticar as operações. Ainda assim, todas as transações são asseguradas por um software leve — para os padrões de criptomoedas — que atualiza e verifica o saldo de cada usuário, evitando que RaiBlocks sejam criadas sem a autorização da rede. Você pode conferir mais detalhes acerca do processo aqui.

Sem mineradores?

Outro aspecto importante a ser comentado aqui sobre essa nova criptomoeda é que não há mineradores, e quase todas as unidades já foram “distribuídas” para usuários que fizeram tarefas manuais no computador há algum tempo. Ainda assim, como cada investidor tem sua própria rede Blockchain, é possível escalar a RaiBlocks de forma praticamente indefinida quando for necessário. Isso deve garantir uma estabilidade muito maior a essa moeda do que vemos na Bitcoin, por exemplo.

O preço chegou a cair 40%, novamente acompanhando a queda da Bitcoin

Ainda assim, existem alguns problemas. Por ser comercializada no “mesmo mercado” que as grandes moedas, a RaiBlocks está suscetível a quebras e altas bruscas, puxadas pela Bitcoin. No mês de dezembro, por exemplo, o preço da RaiBlocks subiu 14.000%, surfando na onda das concorrentes, mas ganhando destaque por conta da sua peculiaridade nas transferências. Nesta semana, o preço chegou a cair 40%, novamente acompanhando a queda da Bitcoin.

Mas isso não muda o fato de que, entre as grandes alternativas, a RaiBlocks é realmente mais adequada para o comércio virtual. Pagamentos feitos na hora e sem taxas, em menor ou maior grau, são o sonho dos empresários na internet. “A ideia das criptos é que sejam de fato usadas como moedas, sem serem trocadas por moedas fiduciárias, logo, aqui está a Doppel tentando fazer isso acontecer”, disse Borges.

bitgrail

Mas existe um grande porém em toda a história. No momento, só é possível comprar a moeda usando outras criptomoedas como forma de pagamento. Há também poucas corretoras fazendo transações com RaiBlocks, e a maior delas — a BitGrail — não está aceitando cadastro de novos investidores no momento por conta da grande demanda. Em outras palavras, a RaiBlocks é uma grande promessa, especialmente por estar com um preço interessante no momento, mas ainda é relativamente difícil de conseguir.