Quem não se lembra do ex-CEO do Uber, Travis Kalanick, dando uma bela bronca no motorista que criticava as taxas do aplicativo? A gente refresca sua memória: no começo do ano passado, um viral mostrava o chefão da Uber discutindo com o motorista Fawzi Kamel.

Kamel reclama que comprou carros especificamente para prestar o serviço na plataforma, mas um corte nas taxas da companhia estavam acabando com seu ganho. A resposta do chefão do Uber não foi lá muito simpática:

"Algumas pessoas não gostam de assumir a responsabilidade por sua própria m.... Elas culpam os outros por tudo em sua vida".

Perdão pelo vacilo

Agora que estamos todos na mesma página, uma matéria do Recode conta os bastidores da reação do chefão do Uber e dos membros do conselho da empresa após a coisa ser jogada no ventilador.

De acordo com o site, fontes explicam que Kalanick considerou comprar os dois carros de Kamel, para compensar a mancada. Horas depois, o CEO da empresa pediu desculpas e admitiu publicamente que precisava ser mais maduro.

Dois dias depois, o chefão do Uber encontrou o motorista para uma reunião privada, na qual ele teria pedido desculpas por seu momento explosivo. Apesar de ter sido aconselhado a ser sucinto, Kalanick teria passado uma hora conversando com Kamel sobre os problemas apontados pelo motorista.

Um porta-voz do Uber se recusou a comentar se rolou algum tipo de compensação ($$$) do ex-CEO da companhia. Mas, o dano já estava feito e alguns meses depois Kalanick se afastou do cargo.

A dúvida que fica é: será que Kalanick ganhou 5 estrelas na avaliação de Kamel depois da conversa?

Ex-chefão do Uber tentou compensar 'bronca épica' em motorista e viralizou via The Brief