Desde o último final de semana, um novo conjunto de padrões passou a valer em todo o Reino Unido obrigando os bancos a disponibilizar as informações bancárias de seus clientes de forma aberta, acessível e segura. A ideia é facilitar a vida do consumidor na hora de controlar toda a sua vida bancária independente de qual seja o seu banco.

A medida chamada de Open Banking foi instituída pela CMA, órgão britânico que regulamenta o mercado, e determina que os bancos devem fornecer para outros bancos e instituições financeiras o histórico de transações da conta de um cliente. Obviamente, isso só acontece de forma segura e a pedido do titular da conta.

A intenção das autoridades britânicas é, em pouco tempo, expandir essa possibilidade também para outras frentes, como a dos cartões de crédito. Mas qual a vantagem? Com essa possibilidade disponível, em breve, clientes terão à sua disposição aplicativos que permitem gerenciar contas bancárias em diferentes instituições em um só lugar.

Em breve, aplicativos poderão gerenciar contas de diferentes bancos em um só lugar

Quem tem conta em mais de um banco deve imaginar o quanto uma solução como essa pode ser de grande utilidade. Além disso, facilitar com que apps inteligentes analisem o histórico de sua conta pode ajudar, por exemplo, na hora de encontrar melhores condições em outras instituições, seja para abrir conta ou solicitar um cartão de crédito.

O governo britânico disponibiliza uma API que será a base para a criação de aplicações para gerenciar informações bancárias. Na era de fintechs com contas digitais e cartões de créditos gerenciados por aplicativos, essa medida tem tudo para levar os bancos definitivamente para o século 21, ao menos no Reino Unido.

Cupons de desconto TecMundo: