À frente da Apple desde 2011, Tim Cook assumiu o posto de presidente de uma das maiores empresas do planeta após o afastamento de Steve Jobs, justamente o responsável por indicá-lo ao cargo. E se muitas críticas feitas a ele podem ser consideradas infundadas, é fato que os lançamentos da companhia atrasam bem mais agora do que quando Steve Jobs era o chefão em Cupertino.

Um levantamento feito pelo Wall Street Journal mostra que o tempo médio de atrasos mais do que dobrou com Cook liderando a Maçã. Dos mais de 70 lançamentos feitos no período, entre iMacs, Macbooks, iPads, iPods, iPhones etc., cinco atrasaram pelo menos três meses entre o anúncio e o lançamento e outros nove produtos atrasaram entre um e três meses.

Na “Era Jobs”, uma quantidade semelhante de produtos foi lançada, mas somente um deles chegou a atrasar mais de três meses, revela o WSJ. Fazendo as contas, a publicação chegou a uma média de atraso de 11 dias na época de Jobs presidente contra 23 dias da gestão de Tim Cook.

Tim CookTim Cook é presidente da Apple desde 2011.

Além disso, o jornal destaca também que dos três novos produtos lançados por Tim Cook (Apple Watch, AirPods e HomePod), dois deles atrasaram de forma significativa — apenas o Apple Watch foi entregue dentro do prazo prometido. E tudo isso pode gerar custos para a empresa, sugere o WSJ.

“Prazos maiores entre o anúncio e o lançamento de um produto tem potencial para ferir a Apple em múltiplas frentes”, aposta o jornal. “Atrasos dão tempo para os rivais reagirem, algo que a companhia tentou evitar no passado ao manter prazos curtos, dizem analistas e ex-empregados da Apple. [Os atrasos] podem fomentar a frustração do consumidor e atingir as vendas da Apple.”

Cupons de desconto TecMundo: