Parece que as moedas virtuais realmente estão com a bola toda. Um dos novos investidores em criptomoeda e uma espécie de embaixador e representante da empresa SirinLabs é o jogador argentino de futebol Lionel Messi. Ele faz parte da campanha de lançamento de um novo dinheiro digital pela companhia com a qual fez essa parceria, o que não é novidade nesse mercado: diversas outras celebridades já emprestaram sua imagem para dar visibilidade à oferta inicial de diversas moedas virtuais.

Estou animado para me juntar à Sirin Labs como embaixador para tornar o Blockchain mais amigável com seu próximo sistema operacional para smartphones

Messi divulgou sua mais nova empreitada por meio de sua conta no Instagram, onde escreveu que está “feliz em se juntar como parceiro ao projeto da SirinLabs e seu blockchain”. O objetivo de lançar uma criptomoeda por parte da SirinLabs é o financiamento de uma linha de smartphones e computadores – chamada Finney – com um sistema operacional único cujo principal destaque é seu sistema de segurança que permite o acesso despreocupado ao blockchain.

“Normalmente estou ocupado tentando descentralizar as defesas e depois de me aprofundar no Blockchain e sistemas descentralizados, estou animado para me juntar à Sirin Labs como embaixador para tornar o blockchain mais amigável com seu próximo sistema operacional para smartphones”, disse o jogador também em suas redes sociais.

Na onda do Bitcoin

A moedas virtuais estão cada vez mais populares e valorizadas. O Bitcoin, talvez a mais popular delas, já vale cerca de US$ 15,5 mil, ou R$ 54.560. Sem o regulamento de instituições bancárias, nem de governos de países, esse tipo de dinheiro escapa taxas de transição, mas também pode ser usado para práticas ilegais por não possuir nenhum controle.

Cupons de desconto TecMundo: