Apesar de não ser um dos principais mercados do serviço ao redor do mundo – um privilégio que fica com EUA, Europa e Austrália –, o Brasil tem se mostrado um negócio muito promissor para o PayPal. Basta ver que, durante a Black Friday deste ano, a empresa ultrapassou a faixa dos 3 milhões de usuários por aqui, mostrando que os pagamentos digitais ganham cada vez mais força entre o público brasileiro.

Esses e outros dados foram divulgados em uma entrevista de Paula Paschoal, diretora geral da empresa no Brasil, ao TeleSíntese. De acordo com a executiva, a escalada final para essa marca histórica de assinantes ativos em terras brasileiras envolveu uma série de iniciativas e campanhas focadas na captação de novos usuários – e fortalecimento da marca. Ajudou bastante o fato dos cadastros aumentarem antes da data comercial importada dos EUA, claro.

Por falar em Black Friday, uma pesquisa contratada pelo próprio PayPal acabou revelando o perfil do brasileiro que costuma aproveitar a época para fazer suas compras de final de ano. O resultado? Esse público é predominantemente feminino (60%), tem em média 32 anos e faz parte da classe B brasileira (52%). Apesar da adoção cada vez maior da data, os consumidores seguem desconfiados.

Segundo o levantamento, apenas 30% dos entrevistados acreditam que realmente há grandes vantagens em realizar compras da BF, ao passo que 62% afirmar que as promoções só valem a pena às vezes. Como a maioria desse público (73%) se acostumou a acompanhar a flutuação de preço dos produtos antes da Black Friday, a grande reclamação sobre o evento é o fato das lojas elevarem os valores pouco antes de promover suas ofertas. Descontos pequenos também foram criticados na pesquisa realizada pelo Instituto Qualibest.

Cupons de desconto TecMundo: