Bill Gates vai doar US$ 100 milhões para um fundo de combate à doença de Alzheimer. Diferente de outras ações de filantropia do ex-chefão da Microsoft, a doação será feita de forma direta e não através do Bill & Melinda Gates Foundation.

O investimento será feito em duas partes: a primeira, de US$ 50 milhões, vai para o Dementia Discovery Fund, um fundo dedicado que foi criado por um esforço conjunto entre a indústria e governos que buscam tratamento para a doença. A segunda, de igual valor, vai ser feita para outras start-ups que estão trabalhando na pesquisa para tratamento do Alzheimer.

Em uma entrevista para a Reuters, Gates explicou que o número de pessoa sofrendo com a doença e outras formas de demência vem crescendo de forma muito rápida e isso está causando um impacto emocional e financeiro enorme à medida que as pessoas vivem mais. “É um problema enorme, crescente e a escala da tragédia – até mesmo para as pessoas que permanecem vivas – é bem alta”, disse o cofundador da Microsoft.

BG

Apesar de ser otimista de que o esforço correto pode resultar em um tratamento efetivo, Gates também sabe que isso pode levar tempo, talvez até mais de uma década: “Vai levar provavelmente 10 anos até que novas teorias sejam testadas de forma suficiente para dar a elas chances altas de sucesso. É muito perigoso tentar adivinhar”.

Além dos investimentos, Bill Gates também está cogitando a criação de uma plataforma de dados para tratamentos da doença de Alzheimer, o que, segundo ele, facilitaria que pesquisadores buscassem padrões e identificassem novos caminhos para tratamentos.

Cupons de desconto TecMundo: