Buscando a melhoria do ensino brasileiro, a Positivo Tecnologia firmou uma parceria com a Micro:bit Foundation, entidade inglesa sem fins lucrativos. Essa aliança proporcionará aos estudantes da América Latina o micro:bit, uma plataforma baseada em um pequeno computador, cujo objetivo principal é estimular o interesse em diversas áreas tecnológicas.

Positivo entra nessa parceria com a função de trabalhar no desenvolvimento da plataforma educacional, refinando-a para ser utilizada no Brasil. Após isso, o destino será implantar em toda a América Latina.

micro:bit

A placa programável é um objeto pequeno e começou a ser distribuída em 2016 para estudantes com idade a partir de 11 anos. No Reino Unido, os projetos são desenvolvidos pela BBC, que também analisa os resultados. Segundo eles, “90% dos estudantes afirmam que o BBC micro:bit ajudou a mostrar que qualquer pessoa pode programar”.

menina computador programandomenina computador programando

Atualmente, a plataforma abrange mais de 40 países, como Irlanda, Noruega e Holanda. A diferença no projeto brasileiro é que aqui haverá apoio do Governo Federal. Roger Finger, head de inovação da Positivo, afirma que “Essa é a primeira vez que um país será parceiro de desenvolvimento e tecnologia do micro:bit. Ou seja, não se trata apenas de um acordo comercial, mas, sim, de um projeto de cooperação internacional”.

Roger Finger

A parceria foi anunciada oficialmente na última terça-feira (24), no estande do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Para conhecer o micro:bit e como ele funciona, basta ir ao Pavilhão de Exposições no Parque da Cidade de Brasília (DF) até o dia 29 de outubro. A entrada é gratuita.

Cupons de desconto TecMundo: