O Animoji, um dos recursos anunciados no mês passado pela Apple durante o lançamento do iPhone X, mapeia seu rosto e transfere para emojis, o que torna o envio de figuras uma experiência personalizada e mais divertida. Para Enrique Bonansea, um cidadão estadunidense atualmente morando no Japão, Animoji quer dizer outra coisa: ele é o criador de um app que leva esse nome e acusa a Apple de usá-lo ilegalmente, mesmo depois de tentar comprar a marca.

App Animoji, que nada tem a ver com o recurso do iPhone X, já foi baixado mais de 18 mil vezes na App Store

Bonansea protocolou uma ação nesta quarta-feira (18) e afirma que inventou o termo em 2014 e registrou-o no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos em 2015, por meio de sua companhia na época, a Emonster. Desde então, o desenvolvedor vem distribuindo o aplicativo na própria loja virtual da Maçã, a App Store, onde já foi baixado mais de 18 mil vezes.

AnimojiApp criado pela Emonster, Inc. na App Store

Ele afirma ter sido procurado por empresas como a The Emoji Law Group LLC e acredita que elas façam parte de uma força-tarefa montada pela Gigante de Cupertino para tentar convencê-lo a vender a inscrição.

“Ao invés de utilizar a criatividade que faz parte de sua reputação mundial, a Apple simplesmente arrancou o nome de um desenvolvedor em sua própria App Store. A Apple poderia ter mudado o nome antes do anúncio quando percebeu que o demandante já usava o Animoji para seu próprio produto. No entanto, ela tomou a decisão consciente de tentar roubar o nome para si mesma — independente das consequências.”

“Erro técnico”

Bonansea afirma que a Apple vem tentando cancelar o registro da marca com o que ele chama de “erro técnico”: Animoji foi cadastrado a partir da empresa Emonster, Inc, que não existe mais nos Estados Unidos mas é ativa no Japão. O pedido da Maçã ainda está sob avaliação da Justiça.

Enquanto isso, o programador pede em sua ação que a companhia interrompa imediatamente o uso comercial do termo, incluindo suas variações, e cobra valores — não estipulados — sobre os possíveis prejuízos da Emonster com a associação de Animoji com o iPhone X e os lucros obtidos pela Gigante de Cupertino com isso.

A Apple ainda não fez comentários sobre o caso.

Cupons de desconto TecMundo: