Dizer que a Uber está envolvida em polêmicas não é mais uma novidade. Uma das que mais chamou a atenção no final do ano passado foi uma atualização que, ao ser aplicada, passava a monitorar a localização dos usuários mesmo quando eles não estavam mais em uma corrida.

Apesar de criticada, a empresa alegou que o recurso tinha a função de garantir viagens mais seguras para os seus clientes, além de ter afirmado que revisaria a questão e manteria o rastreamento ativo por somente durante cinco minutos ao final de uma viagem. Agora, uma atualização permite que o usuário acesse as configurações do app e desative a função — inclusive durante uma viagem.

A novidade disponível nas definições do aplicativo incluem três opções de monitoramento da localização do cliente: enquanto estiver usando o app, sempre ou nunca. Essa função chega agora de forma bastante oportuna: o iOS 11, nova versão do sistema da Apple, obriga que o desenvolvedor deixe sempre para o usuário a escolha final sobre ter a sua localização monitorada de forma contínua ou não por um aplicativo.

Quando um serviço solicita esse tipo de rastreamento, o sistema avisa o usuário, que pode restringir o acesso da aplicação à sua localização. Apesar de essa função ser exclusiva do iOS 11, usuários das demais versões do iOS suportadas pelo app do Uber também vão se beneficiar da atualização do serviço de caronas pagas.

Cupons de desconto TecMundo: