A Samsung está de bem com a vida no segundo trimestre de 2017. A fabricante sul-coreana divulgou o relatório financeiro do período e apresentou várias boas notícias, incluindo um recorde quebrado.

Ao todo, o lucro operacional foi de US$ 12,6 bilhões (R$ 39,64 bilhões) no período, enquanto a receita total é de US$ 54,7 bilhões (R$ 172,12 bilhões). Isso representa um recorde recente para a indústria e faz a Samsung ser a companhia de tecnologia que mais apresentou lucros nos últimos meses.

Esse lucro operacional registrado é 72,7% maior que no mesmo período do ano passado. A divisão dos ganhos é curiosa: 12% da renda veio do setor de displays, 29% do mobile e incríveis 57% dos negócios envolvendo chips e semicondutores.

Para o alto e avante

Os grandes responsáveis pelos altos números no setor mobile têm nome: Galaxy S8 e S8+, que prepararam o terreno muito bem para um eventual Note 8 a ser lançado em setembro. Porém, a Samsung registrou vendas abaixo do esperado em modelos intermediários e de entrada.

Os processadores mobile de fabricação de 10 nm, os chips de memória NAND e DRAM e as telas OLED também foram apontados como destaques. A Samsung também declarou que os números seriam ainda mais positivos se "o preço da produção de alguns componentes não tivesse subido".

O próximo trimestre segue imprevisível. As vendas do Galaxy Note 8 devem ser altas, caso nenhum imprevisto explosivo ocorra, mas os custos de marketing e distribuição podem diminuir os lucros inicialmente.

Cupons de desconto TecMundo: