Embora a empresa já venha há algum tempo negando que tenha desistido de seus esforços na área de vestíveis, uma nova leva de notícias indica que a Intel pode realmente ter decidido sair desse mercado. As informações obtidas pela CNBC afirmam que a companhia fechou de vez sua divisão de wearables há cerca de duas semanas.

As fontes do portal norte-americano dizem que, após uma leva de demissões que limou 80% dos funcionários trabalhando na New Technologies Group em novembro de 2016, o restante desse time da Intel – focado em negócios de ponta da companhia – foi remanejado para projetos de realidade aumentada.

Com isso, a esperança de vermos novas iniciativas da marca em relógios inteligentes e smartbands para o público fitness caem drasticamente. Isso não é uma decepção apenas para os consumidores da empresa, uma vez que a Intel também esperava arrasar no segmento dos vestíveis após a compra da Basis – startup adquirida em 2014 por cerca de US$ 100 milhões (R$ 315 milhões).

Os problemas e o subsequente recall do smartwatch Basis Peak, que teve episódios sérios de sobreaquecimento, pode ter influenciado na decisão da Intel – que não fala de lançamentos do tema há um bom tempo. A expectativa é que a próxima apresentação de resultados financeiros da marca, agendada para o próximo dia 27 de julho, confirme o final desse namoro breve da fabricante com o segmento.

Cupons de desconto TecMundo: