Os mercados emergentes possuem milhões de potenciais consumidores de smartphones tops de linha. Isso acontece porque o alto preço praticado pelas marcas ainda coloca esses gadgets como um artigo de luxo, algo "para poucos". Porém, o que acontece com um mercado estabelecido, no qual os aparelhos tops de linha são facilmente substituídos? Por incrível que pareça: estagnação.

Além da estagnação, o cenário é pior. De acordo com as análises da IDC, o mercado de smartphones praticamente se fechou ao redor de sistemas como Android e iOS. Ainda, as vendas não alcançam mais novos usuários, e maioria dos consumidores prefere continuar com o aparelho atual do que trocá-lo a cada ano — trocar de sistema? Algo mais difícil ainda.

Jitesh Ubrani, analista da IDC, comentou que o "crescimento do mercado está dependendo mais das trocas de gadgets do que alcançar novos usuários". Ubrani diz que, de "um ponto de vista tecnológico", as inovações em smartphones não estão acontecendo, e os consumidores também estão ficando cada vez mais confortáveis com celulares "bons o suficiente".

Ainda vale a pena trocar de celular todo ano?

Vamos dar um exemplo um pouco mais claro: se você possui um iPhone 6, o dinheiro investido na troca para um iPhone 6s provavelmente não é válido. Em termos de inovação, por exemplo, a linha "s" da Apple é "falha", apresentando apenas atualizações de hardware e poucos recursos novos.

Ubrani ainda comentou que apenas algumas inovações que estão por vir podem estimular uma subida nas vendas, como a implementação da realidade virtual e realidade aumentada nos smartphones.

Como você pode notar no gráfico abaixo, o crescimento ainda existe quando falamos números globais, mas se nada mudar, os mercados emergentes também poderão cair na estagnação. Veja:

Gráfico IDC

Cupons de desconto TecMundo: