Se você achava que o smartphone anunciado ontem (22) pela Xiaomi era poderoso, é melhor se preparar para mudar de ideia. Isso porque a Meizu acaba de revelar seu celular Meizu PRO 5, um aparelho top de linha que não só é impressionante em seu desempenho, como também promete ultrapassar mesmo os mais potentes dispositivos do mercado.

O principal destaque do aparelho fica para seu processador: um “modesto” Exynos 7420 octa-core (quatro Cortex-A57 de 2,1 GHz e quatro A53 de 1,5 GHz), em conjunto de seus 3 GB de memória RAM, garantem poder mais do que suficiente para realizar qualquer tarefa no aparelho.

Achou que o PRO 5 podia ser um pouco mais poderoso? Não se preocupe: a Meizu ainda disponibiliza uma versão mais potente, com 4 GB RAM e 64 GB de armazenamento. Obviamente, ele também sai mais caro.

Flyme 5.0 chegando

Outro fator que deve ajudar a garantir um bom desempenho para o smartphone é seu sistema operacional. O PRO 5 virá com Android 5.1 Lollipop e a interface proprietária da Meizu, a Flyme OS 4.5; uma versão beta do Flyme OS 5.0 será lançada na mesma data do celular, entretanto, com chegada prevista para 15 de novembro.

Segundo a empresa, ele deve trazer um carregamento muito mais veloz de aplicativos, o que quer dizer uma maior fluidez geral ao navegar no smartphone. As mudanças de desempenho não foram as únicas: o Flyme OS 5.0 também passará a adotar o modo de visualização de apps visto no Android Lollipop, e vários aplicativos proprietários foram modificados.

Toda essa qualidade de interface, vale notar, une-se a um acabamento Premium, com uma carcaça e laterais feitas totalmente em metal. Seu visual, no entanto, pode confundir alguns por se parecer um bocado com os modelos mais recentes feitos por uma certa Maçã norte-americana...

Muito mais do que uma câmera poderosa

Não menos impressionante do que o hardware que faz o Meizu PRO 5 funcionar é sua câmera traseira, que conta com nada menos do que 21 MP e um sensor Sony IMX230. Isso permite a ela não apenas tirar fotos de altíssima resolução, como também fazê-lo extremamente rápido – seu foco automático, por exemplo, leva apenas 0,17 segundos, o que é praticamente a metade do tempo visto na maioria dos celulares.

Como se não fosse suficiente, a Meizu ainda revelou, durante o evento em que apresentou seu aparelho, que sua câmera é capaz de gravar em 4K. E não apenas isso, como também fazê-lo a velocidades que vão de 30 a 120 quadros por segundo; o que faz dele o primeiro smartphone a alcançar tal marca. Ainda bem que o aparelho tem 32 GB de armazenamento, para guardar tantos vídeos gigantes.

A qualidade está nas pequenas coisas

Seguindo outras tendências recentes da China, a Meizu também oferece um bocado de extras menores, mas não menos interessantes, para seu público. Uma das mais discretas é sua tela Super AMOLED, que possui um acabamento curvo para dar um toque mais suave e proporcionar uma visão em 2.5D. Não vamos esquecer também de sua conexão USB, que também já está apostando no Type-C.

Outra de suas apostas fica por parte de sua tecnologia de som Hi-Fi 2.0, trazido pela empresa originalmente no MX4 Pro. O sistema promete um áudio de “alta fidelidade”, com a ajuda de um processador de sinais ES9018 e um amplificador de fones de ouvido OPA1612; se isso funciona como eles prometem, porém, só saberemos quando o aparelho sair.

Por falar em som, a empresa também vai trazer um fone de ouvido feito especialmente para o PRO 5, o EP31. Este será vendido separadamente, ao preço de 199 yuan (em torno de 129 reais).

Já sua bateria, com respeitáveis 3.050 mAh, também se junta às de vários aparelhos mais recentes, trazendo uma tecnologia de carregamento rápido – no caso, o mCharge. Em sua versão 2.0, o sistema da Meizu promete carregar seu aparelho em até 65% deixando-o apenas meia hora na tomada.

Especificações Técnicas

  • Tela: Super AMOLED Curva 2.5D de 5,7 polegadas
  • Resolução de tela: Full HD (1920x1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 5.1 (Lollipop) com interface Flyme OS 4.5
  • Processador: Exynos 7420 64bit octa-core (4x ARM Cortex-A57 de 2,1 GHz e 4x ARM Cortex-A53 de 1,5 GHz)
  • GPU: Mali-T760
  • Memória RAM: 3 GB LPDDR4 (4 GB no modelo mais caro)
  • Armazenamento interno: 32 GB eMMC 5.0 (64 GB no modelo mais caro) com tecnologia UFS 2.0
  • Som: tecnologia Hi-Fi com processador de sinais ES9018
  • Câmera traseira: 21 MP com sensor SONY IMX230 e foco automático PDAF
  • Qualidade de gravação: até 4K a 30 ou 120 fps
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Conectividade: 4G LTE com suporte a VoLTE, Bluetooth 4.1, WiFi 802.11 ac/b/g/n, porta micro USB 3.0 Type-C
  • Recursos exclusivos: scanner de digitais
  • Bateria: 3.050 mAh com tecnologia mCharge 2.0
  • Peso: 168 g
  • Dimensões: 7,8 cm de largura x 15,67 cm de altura x 0,75 cm de espessura
  • Suporte a DualSIM nano
  • Cores disponíveis: preto e prata, branco e prata, cinza, preto e dourado

Potente é pouco

Ficou impressionado com o hardware do Meizu PRO 5? Não é para pouco: vários testes de benchmark famosos mostraram que, no quesito desempenho, ele ultrapassa até mesmo o cobiçado Samsung Galaxy S6.

Confira a galeria logo abaixo e veja por si mesmo:

Como se esses números não fossem incríveis o suficiente, lembramos que o PRO 5 deve se tornar ainda mais veloz em breve, com a adição da interface Flyme OS 5.0. Então pode ter certeza de que se trata de um dispositivo realmente potente.

Chegando em breve, mas não por aqui

O modelo mais básico do Meizu PRO 5 chega por 2.800 yuan (aproximadamente R$ 1.778, em uma conversão simples), enquanto a versão mais potente custa 3.100 yuan (R$ 1.969). É um valor alto, é claro, mas que até sai em conta, levando em consideração que, além de ter um belo visual, ele é provavelmente o aparelho Android mais poderoso que se tem notícia – e ainda é mais barato do que muitos dos top de linha atuais de outras empresas.

A má notícia, contudo, você já deve até imaginar: infelizmente, o Meizu PRO 5 só foi anunciado em território chinês, com previsão de lançamento para 12 de outubro. Isso não quer dizer que o smartphone não tem chances de chegar ao resto do mundo; de fato, a Vi, representante da marca Meizu no Brasil, afirmou ter interesse em trazer o smartphone.

Infelizmente, não deve ser surpresa saber que o valor altíssimo do dólar no país é nosso maior inimigo, quanto a lançar o smartphone por aqui. “O Pro 5 representa um novo passo no desenvolvimento tecnológico. Estamos, desde já, estudando a viabilidade do produto no Brasil, mas instabilidade econômica ainda é um dos grandes entraves para viabilizar sua chegada”, aponta Felipe Colaneri, responsável pelo marketing da Vi. Nesse caso, é esperar que a situação melhore para que ele possa chegar ao Brasil...

Cupons de desconto TecMundo: