E o caso "Kim Dotcom x Justiça" continua. Desde que começou lá em 2012, as disputas e ações dos dois lados vem moldando o que cada parte pode fazer e como a guerra será daqui para frente.

Na maioria das vezes, o FBI e a polícia da neozelandesa levaram vantagem e conseguiram acabar com o império de Dotcom. Entretanto, na última notícia publicada nesta segunda-feira pelo jornal New Zealand Harold, a história mudou, sendo que o fundador do Megaupload obteve uma vitória.

De acordo com uma ordem judicial emitida esta semana, a polícia deve liberar, assim que possível e praticável, cópias de todos os dispositivos eletrônicos e computadores apreendidos para que Kim Dotcom acesse suas informações particulares.

Em fevereiro deste ano, a corte que vem cuidando do caso havia liberado a busca de evidências na mansão de Dotcom, mas em nenhum momento estava autorizada a invasão de laptops, computadores, discos rígidos portáteis e outros itens.

Devido às ações ilegais por parte do FBI, a corte judicial declarou que Dotcom deve receber “clones” de seus dispositivos sem quaisquer tipos de criptografias, garantindo que eles possam conferir seus dados pessoais. É válido ressaltar, contudo, que o FBI ainda pode recorrer, bem como Kim Dotcom poderá tomar outras medidas se necessário. Parece que o caso vai longe.

Cupons de desconto TecMundo: