(Fonte da imagem: Reprodução/Mega)
Uma das maiores notícias do último mês com certeza foi o anúncio do Mega, o sucessor do Megaupload que Kim DotCom pretende lançar para substituir o Megaupload. No entanto, ao anunciar um serviço semelhante ao seu antigo site, Kim DotCom pode ter violado um dos termos de sua fiança na Nova Zelândia, podendo acabar com mais problemas do que antes.

Em janeiro, quando Kim e outras seis pessoas ligadas ao Megaupload foram acusadas de operar o site como um investimento criminoso. Em um julgamento realizado pela Corte Federal dos Estados Unidos, foi entendido que o grupo enriqueceu ao encorajar a distribuição de conteúdo pirata para fortalecer o site, para depois gerar dinheiro com a venda de publicidade e planos de assinatura especiais.

Durante esses julgamentos, DotCom afirmou sob juramento que poderia “assegurar para a Corte que não há nenhuma intenção ou perigo de reativar o Megaupload.com e nem de começar um negócio similar na internet enquanto o processo estiver sendo resolvido”.

Em março do ano que vem, uma audição de extradição de DotCom está agendada. Caso a realização do Mega seja compreendida como uma quebra da promessa realizada pelo empresário, isso pode acabar gerando mais um motivo a favor de sua extradição para ser julgado nos Estados Unidos.

Cupons de desconto TecMundo: