(Fonte da imagem: ThinkStock)

Um cinegrafista acionou a justiça do estado norte-americano da Virgínia para tentar recuperar os arquivos que tinha hospedado no Megaupload. Desde que o serviço foi fechado em janeiro deste ano, todos os documentos guardados em seu banco de dados correm o risco de ser apagados em definitivo.

Kyle Goodwin trabalha gravando eventos esportivos de escolas de ensino médio através do estado e costumava manter duas cópias de segurança de seus arquivos: uma em um disco rígido portátil e outra em uma conta premium do Megaupload. Após seu HD ter sido danificado, a única esperança que ele tem de recuperar seus vídeos está no site bloqueado pelo governo federal dos EUA.

Proteção aos usuários inocentes

Contando com a assistência da Electronic Frontier Foundation (EFF), Goodwin está tentando negociar a devolução de seus trabalhos. O caso atualmente está passando por um impasse, o que fez com que ele pedisse aos tribunais que um precedente fosse criado para que o cinegrafista e outros usuários inocentes possam ter acesso a seus arquivos.

A EFF argumenta que a lei dos Estados Unidos está do lado de Goodwin. Em diversos casos em que o governo se apropria de propriedades privadas, é comum que se estabeleçam limites para que isso não prejudique pessoas inocentes. Embora a maioria dessas situações esteja relacionada a propriedades físicas, a fundação acredita que esse princípio deve ser aplicado também a dados digitais.

Fonte: Ars Technica

Cupons de desconto TecMundo: