(Fonte da imagem: Reprodução/Flickr de Redmind)

Após os investigadores do caso Megaupload terem coletado os dados de que precisavam, a empresa responsável por manter os arquivos do site no ar está ameaçando deletar todo esse conteúdo. A Carpathia pretende apagar aproximadamente 25 petabytes (25 milhões de gigabytes) correspondentes aos arquivos enviados pelos usuários do serviço.

Segundo a companhia, são necessários US$ 9 mil diários para manter os documentos intactos, um custo que ela não pretende arcar por conta própria. Enquanto a empresa espera uma ordem judicial que a permita se livrar deste fardo, os responsáveis pelo Megaupload procuram meios legais de reaver seu dinheiro e, assim, pagar a dívida acumulada e evitar a perda dos arquivos.

Os estúdios de Hollywood também discordam da decisão da Carpathia, já que consideram muito importante a preservação dos dados pessoais de quem usava o site de armazenamento. Embora a Motion Picture Association of America (MPAA) descarte iniciar processos contra indivíduos, seus membros afirmam que, entre os 25 petabytes armazenados, há dados capazes de provar que o site colaborava para a violação de direitos autorais.

Em uma entrevista concedida à Wired, o vice-presidente da MPAA, Howard Gantman, afirmou que a intenção não é processar todos os que possuíam contas no serviço. “A razão pela qual entramos com o pedido de liminar é que há a possibilidade de que possamos entrar com um litígio contra o Megaupload e vários intermediários envolvidos em sua operação. Não estamos falando sobre usuários individuais”, declarou.

94.245 gigabytes pertencentes às forças militares

Em uma entrevista concedida ao site Torrent Freak há duas semanas, Kim Dotcom afirmou que muitas das contas registradas no serviço pertenciam a membros do governo norte-americano. Em um email divulgado na última segunda-feira (26 de março), o fundador do site forneceu mais detalhes sobre essas pessoas.

Segundo Dotcom, diversos registros tiveram origem em sites governamentais com os endereços dhs.gov, doe.gov, fbi.gov, hhs.gov, nasa.gov, senate.gov, treas.gov e uncourts.gov, totalizando 1.058 contas no total — 344 delas pertencentes ao plano premium. Ao todo, esses departamentos enviaram 1.808 GB de dados ao Megaupload.

Membros das forças armadas dos Estados Unidos também criaram diversas identidades no serviço: 15.634 registros tiveram origem em domínios como af.mil, army.mil, centcom.mil, navy.mil e os.mil — 10.233 deles participavam do plano premium. Ao todo, os militares armazenaram 94.245 GB nos servidores do sistema, dados cujos detalhes devem permanecer um mistério caso a Carpathia consiga apagar de uma vez por todas os dados pertencentes ao site.

Cupons de desconto TecMundo: