"Engula isto, FBI", disse Dotcom via Twitter. (Fonte da imagem: Reprodução/Venturebeat)

Mais uma pérola acaba de entrar para o largo colar do fundador do já extinto Megaupload: Kim Dotcom é, de acordo com a revista Time e até o momento, a segunda pessoa mais influente do mundo – o criador do Mega fica atrás apenas de Mohamed Morsi, atual presidente do Egito. A Time 100 Poll é realizada anualmente e elege, por meio de votação online e conseguinte avaliação editorial, a centena de pessoas mais populares do planeta.

Apesar de aparecer como segundo colocado, Dotcom pode ser considerado o líder da lista. Isso porque, pelo menos até a hora de publicação desta notícia (11h08), a quantidade de votos “negativos” recebidos por Morsi supera – e muito – o resultado “positivo” atribuído ao presidente; Kim Dotcom, todavia, está apenas 50 mil votos atrás de Mohamed, contando com menos de 10% de reprovação. Veja:

Mohamed Morsi

  • Votos positivos: 160.835; e
  • Votos negativos: 212.945.

Kim Dotcom

  • Votos positivos: 108.248; e
  • Votos negativos: 9.149.

Importante: os números listados acima são parciais e dizem respeito à data de hoje (11). Para acompanhar a votação em tempo real, clique aqui. A eleição termina oficialmente na quinta-feira que vem (18) e os editores da revista, que levarão em conta a votação online, é que vão elencar as 100 pessoas mais influentes de 2013.

E se Dotcom entrasse realmente para a política? (Fonte da imagem: Reprodução/Twitter)

"Engula isto, FBI"

Mas apenas verificar o saldo positivo na página da Time parece não fazer o estilo de Dotcom. Na manhã dessa segunda-feira (08), Kim publicou a seguinte mensagem em seu Twitter: “Liderando o #Time100 poll com uma taxa de 93% de aprovação. Eu poderia morrer agora (ou entrar para a política). Engula isto, FBI”.

O excêntrico nerd da tecnologia é acusado pelos Estados Unidos de pirataria online, fraude e lavagem de dinheiro (crimes em tese cometidos ainda na época em que o Megaupload “respirava”). Atualmente, Kim Dotcom vive em Nova Zelândia, longe das garras do judiciário norte-americano.

Cupons de desconto TecMundo: