O UCHealth Eye Center, na Universidade do Colorado, no Estados Unidos, realizou com sucesso em outubro deste ano uma cirurgia experimental em uma mulher que havia perdido a visão há mais de 15 anos. Os médicos implantaram um olho biónico Argus II Retinal Prosthesis System que, em parceria com óculos especiais, permitiram que a paciente voltasse a enxergar.

Jamie Carley sofre de uma doença degenerativa chamada retinite pigmentosa. A enfermidade fez com que as células da sua rotina fossem morrendo aos poucos até ela ficar definitivamente cega. A operação demorou quase cinco horas e, ao acordar, Carley já era capaz de visualizar as formas do mundo ao seu redor.

Um microchip foi implantado na retina de um dos olhos, que estimula o nervo ótico para enviar informação visual ao cérebro. Os médicos ainda não conseguiram reproduzir com perfeição os impulsos elétricos que o cérebro geralmente recebe dos olhos, o que faz com que a nova visão de Carley seja quadriculada e pouco definida.

Apesar dessa limitação – e do preço salgado do aparelho (aproximadamente R$ 582 mil) –, a paciente poderá melhorar a qualidade das imagens conforme seu cérebro aprende a interpretar os novos impulsos. Ainda, a visão será o suficiente boa como para permitir que Carley ande sozinha se esquivando de obstáculos e possa reconhecer que há pessoas na sua frente.

Cupons de desconto TecMundo: