(Fonte da imagem: YouTube)

Depois do surgimento das incríveis impressoras 3D, muitas coisas já foram impressas com finalidades diferentes, como uma orelha biônica, uma prótese para um patinho manco e até um minifígado. A novidade agora é a produção da parte de cima de um crânio, que foi feita em uma dessas impressoras e implantada em uma paciente, na Holanda.

A mulher que recebeu o transplante é uma jovem de 22 anos que sofre de uma condição rara, capaz de fazer com que o crânio dela aumente de tamanho com o passar do tempo — por isso a urgência do procedimento. Só para você ter ideia, quando os médicos retiraram a parte do crânio que estava aumentando, ela já era três vezes mais grossa do que o normal. A tendência era que a estrutura ficasse cada vez mais espessa e “esmagasse” o cérebro.

(Fonte da imagem: YouTube)

Felizmente os médicos conseguiram fazer uma réplica do crânio da paciente e o material pôde ser usado para realizar o implante. A cirurgia durou 23 horas e o processo todo levou três meses, sendo o primeiro já realizado em um caso como esses.

O cirurgião Ben Vermeij, que conduziu todo o procedimento, explicou que os implantes usados nesse tipo de caso são moldados à mão, demoram a ficar prontos e são feitos com uma espécie de cimento, longe de ser o material correto para esse tipo de uso. Segundo ele, a impressora 3D permite que os médicos façam a prótese no tamanho ideal e com um material melhor, o que pode ser ainda mais eficiente na recuperação da paciente, que já está muito bem.

O vídeo que você vai ver a seguir mostra alguns momentos da cirurgia. Se você não fica confortável diante de vídeos desse tipo, é melhor não assistir. Mas, se tiver vontade de saber como é um cérebro humano, ele é um bom jeito de matar essa sua curiosidade:

Via Megacurioso

Cupons de desconto TecMundo: