(Fonte da imagem: Reprodução/GE)

Quem já fez exames computadorizados (como tomografias ou ressonâncias) sabe o quanto é tortuoso o processo de permanecer imóvel por vários minutos, enquanto equipamentos de alta precisão realizam varreduras sobre o corpo humano. Basta um pequeno movimento no corpo para que todas as imagens fiquem borradas e cheias de problemas, que dificultam a visualização de possíveis problemas.

Mas um equipamento produzido pela General Electric pode fazer com que qualquer exame seja feito de uma forma muito mais precisa, rápida e confortável para os pacientes. Trata-se do Revolution CT — “CT” significa Tomografia Computadorizada, em inglês —, que promete escanear qualquer setor do corpo humano em apenas um instante, sem precisar de imobilização permanente, por exemplo.

Qual o grande diferencial?

Utilizando uma câmera de alta resolução anexada a um sistema de correção de movimentos, o Revolution CT consegue capturar imagens de diversos órgãos e estruturas do corpo, incluindo algumas que seriam mais difíceis de serem capturadas anteriormente — como o coração, que está em constante movimento. Isso funciona de uma maneira similar a um sistema de estabilização de câmeras digitais de fotografia, mas em um modo muito mais preciso.

Segundo Steve Gray (líder do departamento de Imagem Molecular e Tomografia Computadorizada da General Electric), o Revolution CT “pode escanear até mesmo os pacientes mais desafiadores, dia após dia, com imagens muito claras”. Ele ainda vai além e diz que este é o primeiro equipamento a poder ser utilizado “por qualquer pessoa e em qualquer especialidade clínica".

(Fonte da imagem: Reprodução/GE)

A GE mostrou o aparelho pela primeira vez no Encontro Nacional da Associação de Radiologia da América do Norte. Ainda não há previsão de quando ele começará a ser utilizado efetivamente e nem se sabe os preços cobrados por cada um deles, mas a GE já informou que aguarda os primeiros pedidos, pois o projeto já está pronto para o uso comercial. Será que veremos o Revolution CT em hospitais brasileiros?

Cupons de desconto TecMundo: