De acordo com informações divulgadas pelo ExtremeTech, AMD e MediaTek podem estar negociando uma parceria. O negócio poderá trazer a linha Radeon para dentro dos chips produzidos pela MediaTek.

Por enquanto são apenas rumores mas, se isso se concretizar, certamente deverá abrir novos mercados para a AMD, principalmente no mercado mobile — setor em que a companhia ainda não conseguiu embarcar completamente.

A história da AMD no setor dos portáteis é curiosa: em 2009 a empresa vendeu a sua divisão de gráficos Imageon para a Qualcomm, que renomeou a marca para Adreno (anagrama para Radeon, inclusive) e hoje faz um enorme sucesso. Na época fazia sentido a venda, afinal, a AMD havia adquirido a ATI há pouco tempo.

Uma das plataformas que poderiam ser licenciadas para a MediaTek é o Mullins (segunda geração do Kabini). O sistema possui um TDP de 4,5 W para CPU e GPU, possui 128 núcleos, 8 unidades de textura e 4 unidades de renderização.

AMD e o Projeto Skybridge

Vale lembrar que a AMD também possui o Project Skybridge, uma plataforma que já trabalha simultaneamente com processadores ARM Cortex e GPU Radeon. Seria relativamente simples adaptar o projeto para trabalhar com os componentes da MediaTek.

Esse tipo de parceria faria sentido para ambas as empresas já que a MediaTek poderia fortalecer o seu nome ao trazer a marca Radeon para os seus chips. Por outro lado a AMD também poderia aumentar a sua participação no mercado mobile, mesmo que associando sua marca a outras empresas.

Será que em breve teremos celulares com o selo Radeon? Você apostaria nessa parceria?

Cupons de desconto TecMundo: