Um relatório recente desenvolvido pela Pulse Security mostra que o Android é a plataforma móvel mais visada por criadores de malwares. Segundo a empresa de segurança, somente durante 2014 quase um milhão de softwares maliciosos foram disponibilizados para o sistema operacional — número quase quatro vezes maior do que o registrado no ano anterior.

“Houve um crescimento significativo de malwares para Android, que abrange atualmente 97% dos softwares maliciosos com natureza mobile. Somente em 2014, houve 1.268 famílias conhecidas de malwares para Android, o que é um aumento em relação às 464 de 2013 e 1.030 de 2012”, afirma o estudo.

Em comparação, o iOS passou o ano passado inteiro sem receber quase nenhuma ameaça digna de nota. Segundo a Pulse Security, somente quatro malwares conhecidos foram detectados na plataforma daApple, sendo que a maior parte deles afeta somente aparelhos que passaram pelo processo de jailbreak.

Empresas devem redobrar cuidados

A empresa afirma que quem mais deve se preocupar com o resultado da pesquisa, que avaliou 2,5 milhões de aplicativos mobile, são companhias que permitem que funcionários usem seus próprios aparelhos. Quem já possui uma política do tipo deve tomar medidas adicionais de segurança, visto que o número de ameaças visando o Android só tende a crescer devido à popularização do sistema e às políticas abertas adotadas pela Google.

“O foco no Android e em dispositivos iOS com jailbreak pelos desenvolvedores de malwares mobile indica que eles estão tentando explorar ativamente dispositivos portáteis como o elo fraco na segurança empresarial”, alerta Troy Vennon, diretor da Pulse Security. Segundo o relatório, a maior parte das ameaças pode ser encontrada em lojas terceirizadas localizadas mo Oriente Médio e na Ásia.

Cupons de desconto TecMundo: