A mensagem de que seus dados estão em posse de um criminoso. (Fonte da imagem: Reprodução/Symantec)

A Symantec soltou um alerta para os consumidores que acham que os malwares ainda não tiveram tempo para se adaptar ao Windows 8: uma variante de uma poderosa e incômoda ameaça e um Trojan abusado conseguiram se adaptar perfeitamente ao sistema operacional recém-lançado pela Microsoft.

Trata-se do Trojan.Ransomlock.U, um malware da classe dos ransomware – ameaças que “sequestram” seu computador e suas informações pessoais e liberam a máquina apenas mediante pagamento em dinheiro. Como é possível remover a trava com algumas ferramentas e não há garantia de que você fique livre após o “resgate”, a empresa aconselha que você não caia na armadilha dos bandidos virtuais.

Usando o Google para o mal

A outra ameaça encontrada é o Backdoor.Makadocs, um trojan que foi atualizado para funcionar também em PCs com Windows 8 ou Windows Server 2012. A carta na manga do malware é usar o Google Docs como intermediário para se conectar ao servidor de controle do vírus e, assim, roubar suas informações sem ser incomodado.

Com isso, fica mais difícil localizá-lo ou bloqueá-lo, já que o Google usa um sistema seguro em HTTPS para acessar as páginas. Ele vem acompanhado de um arquivo em RTF e tem no Brasil um grande alvo, portanto, tenha cuidado com documentos baixados e anexos em emails.

Cupons de desconto TecMundo: