O novo MacBook com tela Retina impressionou na apresentação da Apple em 9 de março pela espessura – ou melhor, a falta dela. É o notebook mais leve e fino da companhia da Maçã, mas seu Intel Core M-5Y31, mais focado em economia de energia do que poder de processamento, não inspirava muita confiança.

Dados que haviam sido publicados no Geekbench Browser e depois apagados davam conta que o desempenho da CPU do novo MacBook seria similar ao modelo mais forte do MacBook Air de 2011, com processador Core i7.

Nas duas avaliações outrora disponíveis, o modelo que está previsto para sair nesta sexta-feira, 10 de abril, pontuou 1.924 e 2.044 no teste de núcleo único, de acordo com o site MacRumors. Já a pontuação para núcleos múltiplos foram de 4.038 e 4.475. Para efeito de comparação, o MacBook Air em questão fez 2.013 pontos (núcleo simples) e 4.222 pontos (núcleos múltiplos).

No entanto, todo o restante deve ser superior no MacBook com tela Retina de 12 polegadas, como a performance gráfica (a GPU é uma Intel HD 5300) e a velocidade de leitura do drive. O modelo mais barato do ultrabook, com CPU de 1,1 GHz e 256 GB de SSD, sairá por US$ 1.299, enquanto o mais avançado – CPU de 1,2 GHz e 512 GB de SSD – tem preço de US$ 1.599.

Será que esse é realmente o poder do novo MacBook? No dia 10, esse mistério será resolvido.

Cupons de desconto TecMundo: