O MacBook Pro é um verdadeiro sonho de consumo para muitas pessoas, ainda que seu preço seja bastante proibitivo para cidadãos comuns – especialmente para os brasileiros. Agora imagine o quão frustrante seria economizar dinheiro por vários meses, adquirir seu tão sonhado notebook e vê-lo esteticamente prejudicado após pouquíssimo tempo de uso.

Pois é exatamente essa a situação de diversos internautas ao redor do globo. Nos últimos tempos, centenas de reclamações começaram a surgir na internet – oriundas de sites especializados, fóruns e grupos no Facebook – denunciando um problema recorrente no MacBook Pro com tela Retina: o revestimento antirreflexo utilizado na tela do gadget estraga com facilidade.

Ainda que as primeiras queixas tenham sido relacionadas com desleixos dos próprios consumidores (que estavam usando produtos de qualidade duvidosa para limpar o display do laptop), outros clientes posteriormente afirmaram que o produto estraga até mesmo caso seja higienizado somente com um pano limpo e um pouco de água, método recomendado pela própria Apple em seu site oficial. Além disso, alguns internautas defendem que o revestimento é afetado até mesmo pela pressão das teclas no display quando o MacBook está fechado.

A resposta da Apple

A quantidade de consumidores insatisfeitos com o problema é tão grande que um grupo de internautas resolveu criar o Staingate, um site que reúne uma galeria com imagens de MacBooks com o revestimento defeituoso. De acordo com a página, o problema com o display começa entre 12 e 18 meses após o início do uso, sendo bastante tímido de início, mas expandindo-se rapidamente para toda a tela do laptop.

Os responsáveis pelo Staingate afirmam ainda que a Apple se recusou a dar suporte aos clientes, afirmando que trata-se apenas de “um dano cosmético que não é coberto pela garantia”. A companhia ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso, mas é provável que ela se veja obrigada a fazê-lo em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: