Webcam ativada não mostra o alerta luminoso. (Fonte da imagem: Reprodução/TheWashingtonPost)

Um artigo publicado pelo The Washington Post prova que webcams de computadores Mac fabricados antes de 2008 podem ser ativadas sem o disparo do alerta LED (luz que deveria acender, em teoria, nas vezes em que a câmera do portátil é selecionada). A constatação é fruto de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Johns Hopkins.

“Em outras palavras, se um laptop possui uma webcam, é possível então que alguém – seja o governo federal ou um criminoso de 19 anos – a acesse e espione [o usuário] a qualquer tempo”, diz a reportagem ao reproduzir a pesquisa. O indicador luminoso da Apple era conhecido por ser à prova de hackers – senso desmistificado assim pelas investigações feitas.

Privacidade

A vulnerabilidade desses tipos de dispositivos é algo realmente preocupante. Neste ano, por exemplo, uma cidadã estadunidense recebeu dois incômodos arquivos em seu email: duas imagens mostravam a mulher nua. De acordo com o FBI, as fotos foram tiradas durante vários meses sem que a vítima soubesse. A máquina usada? A webcam do computador da própria moça.

Pode ser que falhas semelhantes existam também em modelos mais recentes de Macbooks. Até o momento, contudo, ninguém conseguiu inibir o alerta luminoso ao ativar a webcam em computadores fabricados após 2008. A Apple, ao ser procurada pela reportagem do The Washington Post, não se pronunciou acerca do assunto.

Cupons de desconto TecMundo: