Não é só entre os smartphones top de linha que a disputa entre os fabricantes é acirrada. A briga pelos consumidores que buscam produtos intermediários é hoje o centro das atenções de boa parte das empresas. Motorola, LG, Samsung, Sony e Nokia brigam palmo a palmo pelo interesse do público, trazendo um número cada vez maior de dispositivos cujo destaque principal é a boa relação custo-benefício.

É justamente esse segmento que a Nokia (agora Microsoft Mobile) pretende atingir com o Lumia 630. O dispositivo conta com processador quad-core Qualcomm Snapdragon 400, tela de 4,5 polegadas e já vem de fábrica com o recém-lançado Windows Phone 8.1. Por outro lado, algumas características ainda ficam no básico, como os 512 MB de RAM e a câmera traseira de 5 megapixels.

Será que vale a pena investir o seu dinheiro neste lançamento da Nokia? O TecMundo analisou em detalhes o mais novo smartphone da empresa e as nossas impressões sobre ele são que você confere agora.

Design versátil, mas sem muitas novidades

Se há uma coisa que a Nokia presa em seus aparelhos é a linha de design. Desde os primeiros modelos da série Lumia até os mais recentes, todos eles seguem a mesma linha de desenvolvimento - uma linha versátil, agradável e bastante funcional, que tem se mostrado bem-sucedida junto aos consumidores.

O Lumia 630 está disponível em pelo menos cinco cores: preta, branca, amarela, laranja e verde. As laterais do aparelho são retas e os cantos curvos. De certa forma, a pegada do produto é menos anatômica do que as versões cujas laterais são curvas, deixando o aparelho mais suscetível a deslizar quando manuseado com apenas uma mão.

Entretanto, de forma alguma isso pode ser apontado como um ponto negativo, uma vez que a adaptação é imediata. Na lateral direita estão localizados os controles de volume e o botão power. Não há um botão dedicado para a câmera, como acontece em outros aparelhos da linha Lumia. O conector mini USB está localizado na parte de baixo e a entrada para fones de ouvido está na parte de cima.

Tela

Com 4,5 polegadas, a tela do Lumia 630 não possui uma resolução das mais altas, reproduzindo apenas 854x480 pixels. Numericamente, isso é pouco se comparamos o aparelho com outros modelos dentro da mesma faixa de preço. Entretanto, na prática o número é suficiente para que em momento algum você sinta falta de algo mais.

As ferramentas de ajuste de brilho e contraste de cores se encarregam de oferecer ao consumidor boas opções de configuração, uma vez que não há sensor de iluminação para ajuste automático dessas características. A resposta aos comandos é precisa, e em termos de proteção o Lumia 630 conta com o Gorilla Glass 3.

Interface e desempenho

O Nokia Lumia 630 é o primeiro smartphone a chegar ao mercado já com o Windows Phone 8.1 de forma nativa. Já detalhamos as funcionalidades do SO no artigo “Análise: testamos o Windows Phone 8.1”, de forma que não vamos ser específicos no que diz respeito ao seus recursos nessa análise.

A assistente digital Cortana e a central de notificações, por exemplo, são duas das principais atrações do SO e proporcionam uma experiência de uso muito mais interessante. O hardware do Lumia 630 se mostra mais do que suficiente para rodar com tranquilidade a grande maioria do apps disponíveis na loja.

Em nossos testes, jogos como Six Guns, Asphalt 8: Airborne ou Need For Speed: Hot Pursuit foram executados com tranquilidade, sem travamentos ou atrasos no tempo de resposta. A transição entre apps também é extremamente satisfatória, de forma que, mesmo com um smartphone intermediário, é possível desfrutar com qualidade dos recursos oferecidos pela loja do Windows Phone.

Bateria

Com uma capacidade de 1.830 mAh, a bateria do Lumia 630 não está entre as mais econômicas do mercado, mas ainda assim fica dentro de uma média aceitável. Se você pretende utilizar bastante os recursos multimídia, como a execução de jogos, vídeos ou TV digital, prepare-se para ter sempre à mão o seu carregador.

Em uso moderado, a situação melhora um pouco, mas ainda assim é bem provável que o smartphone chegue ao fim do dia já necessitando de uma recarga. Em nossos testes, foram necessárias pouco mais de 4 horas para drenar por completo a bateria quando o produto foi utilizado de forma intensa. Já para um uso moderado, esse valor subiu para cinco horas e meia de uso.

Câmera apenas funcional

Se você considera a câmera uma característica importante em um smartphone, talvez o Lumia 630 não esteja entre as melhores alternativas do seu segmento. Diferente da fama dos aparelhos top de linha lançados pela empresa, a câmera do Lumia 630 é talvez um dos prontos mais fracos do aparelho.

O modelo não conta com câmera frontal - por conta disso, esqueça as selfies ou a utilização dele para videoconferências. Já a câmera traseira não conta com flash LED, o que dificulta bastante a vida daqueles que pretendem tirar fotos noturnas. Os 5 megapixels de resolução são suficientes apenas para fotos razoáveis em ambientes com boas condições de luminosidade.

Ainda assim, em praticamente todas as imagens se torna perceptível um alto nível de ruído, além de uma baixa fidelidade de cores. Se por um lado o resultado pode parecer razoável para um produto intermediário, por outro vale lembrar que aparelhos como o Moto G, por exemplo, que se encontra na mesma faixa de preço, são capazes de oferecer resultados melhores nesse quesito.

Qualidade de áudio e fones de ouvido

A qualidade de áudio do Lumia 630 é satisfatória dentro de sua categoria. Quando utilizado sem fones de ouvido, o som não é dos mais altos, mas está dentro de patamares aceitáveis para quem pretende assistir a um filme ou algum outro vídeo no YouTube. Para quem ouve música utilizando o aparelho como som ambiente, certamente essa não é a melhor escolha.

O Lumia 630 vem ainda com fones de ouvido bastante simples, mas funcionais e que dão conta do recado. O fio que liga os fones ao conector, a exemplo de outros fones de ouvido nessa faixa de preço, não é dos mais resistentes, e é preciso tomar cuidado para que sua durabilidade seja maior.

Ausência de cabo USB

Esse não é um problema que vai fazer você desistir da compra do produto ou que não possa ser facilmente resolvido, mas é algo que pode causar desconforto em muitos usuários. O Nokia Lumia 630 não vem acompanhado de um cabo USB para recarga direta no PC. Seu carregador pode ser conectado apenas na tomada, limitando um pouco as opções do consumidor.

Sabemos que um cabo USB é um item barato e que pode ser encontrado em lojas de eletrônicos por menos de R$ 10. Além disso, é bem provável que você já tenha um desses em sua casa. Entretanto, ainda assim não deixa de ser um pequeno incômodo que poderia ser facilmente evitado pela fabricante.

Suporte a TV Digital e Rádio FM

Outros dois recursos presentes no Lumia 630 devem se tornar algumas das principais atrações para os usuários brasileiros: a compatibilidade com Rádio FM e TV Digital. Nos dois casos, é preciso estar com os fones de ouvido plugados para obter a sintonia das emissoras. O processo de busca de canais e estações e emissoras é descomplicado e a qualidade da recepção depende muito mais da região em que você está.

Em nossos testes, realizados em Curitiba, ambos os recursos se mostraram muito satisfatórios, transformando o aparelho no companheiro ideal para quem procura esses dois tipos de mídia.

Vale a pena?

Sem sombra de dúvidas, o Lumia 630 se mostra um aparelho competente dentro da sua proposta. O modelo compatível com dois SIM card chega ao mercado por R$ 699, um valor razoável se comparado ao da maioria dos seus concorrentes. Há ainda uma versão compatível com apenas um SIM card que custa R$ 549, mas ela é exclusiva da operadora Claro.

Trazendo o novo Windows Phone 8.1, o Lumia 630 supre o consumidor em praticamente todos os aspectos. Há suporte para Rádio FM e TV digital, os principais softwares da loja do Windows Phone são executados e tanto a tela quanto a duração de bateria se comportam dentro do esperado, não desapontando em nenhum momento.

A ausência de uma câmera frontal pode ser um problema para quem gosta de tirar selfies e a câmera traseira pode deixar você na mão em ambientes com pouca iluminação. Contudo, no balanço final estamos diante de um aparelho com muito mais pontos positivos do que negativos e que certamente está entre as melhores opções da categoria com Windows Phone.

Se você não tem preferência específica por sistema operacional e pretende incluir os modelos com Android em suas pesquisas, o Lumia 630, em termos de configuração e de qualidade, briga de igual para igual com modelos da Motorola, da Samsung, da Sony e da LG. Sendo ele mais um bom lançamento da Nokia, vale a pena considerar o produto em suas pesquisas.

Cupons de desconto TecMundo: