Se você já foi prejudicado após a compra de um aplicativo móvel que não funcionou direito ou achou que o tempo para testes foi curto demais para avaliar o programa, agora ficou mais fácil pedir o reembolso. Desde que você esteja na Coreia do Sul.

A Comissão de Livre Comércio (Fair Trade Commission, em tradução livre), órgão equivalente ao nosso CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), da Coreia, ordenou à Apple e à Google para mudar suas políticas de reembolso e torná-las mais amigáveis para os consumidores.

Apple e Google acataram as ordens da comissão

A Apple já se posicionou e vai tornar mais fáceis os processos de restituição de compras dentro de aplicativos, conhecidos como in-app purchases, sobretudo pelas constantes notícias de grandes gastos em jogos realizados por crianças – como esse caso que noticiamos aqui.

A Google, por sua vez, terá que permitir aos desenvolvedores definirem seus próprios termos de reembolso, visto que muitos programadores não concordam com as definições da Gigante de Buscas.

As duas empresas terão que realizar diversos pequenos ajustes nas suas lojas. Apple terá de notificar os clientes sempre que alterar as condições de serviço da App Store, enquanto a Google não deverá cobrar após o término do período de testes ou facilitar o reembolso.

Todas as novas regras são limitadas à Coreia do Sul, por enquanto. Porém, a Apple diz que pode mudar seus termos a nível global. A Google não está considerando uma abordagem semelhante nesta fase, mas a Comissão de Livre Comércio espera um precedente que leve a políticas semelhantes em outros países.

Cupons de desconto TecMundo: