[Atualização 10/02 - 15h40min]

A KaBuM! enviou uma nota oficial confirmando os procedimentos para normalizar as operações. Confira a reprodução na íntegra:

Sobre a reportagem publicada nesta sexta-feira, o KaBuM! informa que prestou os devidos esclarecimentos aos seus clientes sobre o aumento do prazo em parte dos pedidos expedidos pelo CD do Espírito Santo, na madrugada de quarta-feira - data em que foi constatada a necessidade de prorrogação. 

Além das redes sociais, e-mails com os detalhes sobre o plano de contingência para sanar a dificuldade enfrentada, foram enviados aos consumidores que tiveram seus pedidos despachados no Centro de Distribuição do Espírito Santo.

O e-commerce reforça ainda que, o CD em questão, teve seus turnos estendidos, juntamente com os transportadores, a fim de normalizar a situação até o próximo dia útil. Com o plano de contingência em andamento, a expectativa é de que 100% dos pedidos estejam em transporte já na segunda-feira. É importante destacar também que o KaBuM! possui outros Centros de Distribuição, localizados em diferentes Estados. Portanto, parte das compras realizada neste período não foi afetada pela situação.

Além de manter total transparência com seus clientes, o KaBuM! gostaria de agradecer às mensagens de apoio, que motivaram ainda mais a nossa equipe a buscar alternativas para a normalização da expedição no CD do Espírito Santo, dentro do menor prazo  possível. Desejamos que a situação seja normalizada o mais breve possível, em benefício de toda a população local e, em especial, de nossos colaboradores e clientes.

[Notícia original]

Por conta da greve das instituições de segurança no estado do Espírito Santo, a loja brasileira KaBuM! está com problemas para realizar entregas de produtos comprados por consumidores de todo o Brasil na loja digital.

Como um dos principais centros de distribuição do estoque da empresa fica no estado, quem comprou recentemente algum produto por lá terá que esperar mais alguns dias — há alguns pedidos com previsão de ficarem duas semanas ao todo em separação. E muita gente está revoltada, já que teria pago um valor mais alto de frete para ter uma entrega mais rápida. Consumidores estão usando o perfil da loja no Facebook e também serviços como o Reclame Aqui para expressar a insatisfação.

Posicionamento da KaBuM!

Porém, como a própria KaBuM! explicou em uma postagem no Facebook, "as entregas para o estado e pedidos postados a partir dele poderão ter seu prazo de entrega estendido devido à situação". A estimativa anterior era de apenas dois ou três dias, sendo que a publicação foi feita nesta terça-feira (7). Porém, como a situação no Espírito Santo ainda não se resolveu, o prazo não pode ser cumprido.

O dilema da loja é compreensível: tendo em vista a falta de policiamento nas ruas e os altos índices de criminalidade e violência registrados por lá, liberar caminhões para entregas é perigoso e muitas das cargas podem ser roubadas — o que só geraria ainda mais dor de cabeça para os consumidores. Assim, "segurar" o pedido por mais um tempo pode ser mais vantajoso em longo prazo.

Muitos usuários também relataram que a KaBuM! não avisou os consumidores a respeito do atraso por outros meios, como o próprio email de cadastro na loja. Essa é uma reclamação bastante válida, e a loja argumenta que não fez a comunicação por conta do "comprometimento de que o pedido chegará posteriormente no endereço de cadastro", mesmo que atrasado.

Tendo em vista a falta de policiamento nas ruas e os altos índices de criminalidade e violência registrados por lá, liberar caminhões para entregas é perigoso e muitas das cargas podem ser roubadas

O TecMundo se solidariza com toda a população do Espírito Santo e espera que a situação seja normalizada da melhor forma possível.

Cupons de desconto TecMundo: