Um dos nomes mais reconhecidos do mercado de acessórios para games, a Logitech ainda não conseguiu se estabelecer como uma grande fabricante de teclados. Após algumas tentativas não muito bem-sucedidas neste segmento, a companhia agora aposta em designs mais sóbrios e em um switch proprietário para chamar a atenção do público.

O G810 Orion Spectrum é a culminação desses esforços, oferecendo uma experiência que, ao mesmo tempo que agrada ao público mais “casual”, também tem recursos de sobra para o segmento gamer. Com um sistema de iluminação RGB configurável e um preço competitivo, o acessório merece sua consideração na hora de montar o setup de seu computador.

Design e qualidade

Conforme afirmado na introdução, a Logitech optou por um design mais sóbrio no G810, que surge de maneira basicamente idêntica ao G610, cuja análise você pode conferir neste link. Adotando o padrão de teclas internacional (não há uma opção ABNT), o dispositivo se difere de um “teclado comum” por sua área dedicada ao controle de aplicativos multimídia e pelo logotipo da fabricante em sua parte superior.

Apostando em materiais plásticos, o G810 tem um acabamento fosco de alta qualidade e keycaps com uma boa impressão e um design resistente — algo importante levando em consideração as características de seu switch (que serão tratadas em detalhes mais adiante). A lateral do produto tem um efeito “Black Piano”, se apresentando como a parte mais suscetível às famosas “marcas de dedos” comuns a teclados que são usados frequentemente.

A parte inferior do dispositivo possui um acabamento texturizado (que parece ter caráter meramente estético) e cinco grandes áreas emborrachadas, que garantem uma grande estabilidade durante seu uso. A fabricante também apostou em dois pares de ajustes emborrachados que permitem determinar uma altura que seja mais condizente com seu gosto pessoal.

Tal qual o G610, o G810 também possui uma área dedicada ao controle de aplicativos multimídia e um botão “Game” responsável por bloquear a tecla “Windows” durante a jogatina. Esses botões foram posicionados de maneira bastante inteligente, e sua utilidade se aplica tanto na reprodução de vídeos (através das teclas “Pause” e “Play”, por exemplo) quanto em jogos — poder ajustar o volume sem ter que sair de um aplicativo é uma comodidade com a qual é muito fácil se acostumar.

Os switches Romer-G

Criados em parceria com a OMRON , os switches Romer-G são proprietários à Logitech e fizeram sua estreia no G910, lançado em 2014. No entanto, algumas opções que a fabricante inseriu no antigo teclado (como o formato de suas teclas) faz com que a tecnologia só consiga “brilhar” de forma devida no G810.

Entre os destaques da solução está um sistema de iluminação centralizada que faz com que o produto seja bastante diferente de seus competidores. Não há qualquer espécie de vazamento da luz emitida por cada botão, o que pode decepcionar quem gosta de algo mais chamativo — mas que condiz muito bem com o design do produto como um todo.

O Romer-G tem uma vida útil de até 70 milhões de cliques

Segundo a Logitech, o Romer-G tem uma vida útil de até 70 milhões de cliques, contra os 50 milhões oferecidos pelos produtos da Cherry MX, e um sistema de conectores redundantes que garantem uma maior durabilidade a longo prazo. Isso é especialmente importante quando levamos em consideração o problema que a adoção de uma tecnologia proprietária traz: a dificuldade em trocar componentes.

Algo comum entre os entusiastas de teclados mecânicos é adquirir keycaps por conta própria para personalizar seus teclados — algo que simplesmente não é possível no G810. Além disso, a baixa disponibilidade de peças de reposição significa que você vai ter que entrar em contato direto com a fabricante para resolver qualquer problema. Felizmente, temos sorte de a Logitech ser uma das empresas com melhores pós-vendas entre os nomes que atuam no Brasil.

Silêncio e velocidade

Graças a uma distância de atuação de somente 1,5 mm e de uma força de atuação de 45g, o Romer-G é um dos switches mais sensíveis disponíveis atualmente no mercado. Basta encostar levemente em uma das teclas para que o comando correspondente seja registrado, o que é ótimo tanto para games quanto para os momentos em que você só está escrevendo algum texto.

O switch também é bastante silencioso, não tendo o “clique” tão característico quanto o visto em teclados com outras tecnologias. Acostumado aos switches Cherry MX Blue do Razer BlackWidow Ultimate 2013, senti imediatamente uma grande diferença e demorei um pouco a aceitar que o G810 era realmente um teclado mecânico.

Algo notável no teclado é o fato de que seus botões têm uma distância de viagem um tanto curta quando contrastado com outros modelos populares — no entanto, esse detalhe só vai ser notado por poucos consumidores. No caso de uma comparação ser necessária, é possível afirmar que os switches que mais lembram a solução da Logitech são os Cherry MX Brown, presentes no G610.

Desempenho

Todas as características usadas na construção do G810 o tornam um dos melhores teclados mecânicos disponíveis atualmente no mercado brasileiro. A grande sensibilidade de suas teclas é especialmente útil para quem gosta de jogos competitivos: o fato de que basta pressionar levemente um comando para que ele seja registrado pode fazer a diferença durante um momento importante.

Durante nossos testes não houve qualquer incidente no qual uma tecla foi acionada diversas vezes “por acidente”: mesmo em situações nas quais comandos iguais foram inseridos várias vezes seguidas, o teclado registrou somente aquilo que foi exigido dele. O sistema antighosting da fabricante também funciona muito bem, e não há qualquer confusão na hora de registrar múltiplos comandos feitos em um intervalo curto de tempo.

O único problema encontrado é a falta de uma opção ABNT 2

O formato do teclado também faz dele uma ótima opção para quem somente procura por uma forma mais confortável, precisa e rápida de digitar. Nesse ponto, o único problema encontrado é a falta de uma opção ABNT 2, o que pode forçar muitas pessoas a “reaprender” como escrever, já que faltam teclas como o “Ç”, e o “Enter” não possui o tradicional formato “botinha”.

Em geral, o Logitech G810 Orion Spectrum decepciona não pelo que ele oferece, mas pelo que ele deixa de ofertar em comparação com opções concorrentes. Faz falta a presença de um suporte para pulso — elemento cada vez mais comum em teclados de alto desempenho —, e não há qualquer entrada USB no corpo do aparelho (o que, em contrapartida, faz com que o teclado ocupe somente um conector do tipo em seu PC).

Iluminação

Uma vantagem trazida pelo switch Romer-G é o fato de que o sistema de iluminação do teclado foi desenvolvido desde seu ponto inicial da criação. A fabricante optou por um sistema centralizado que ilumina cada tecla de forma uniforme, evitando aquela impressão de que um lado está mais escuro do que o outro.

Através do Logitech Gaming Software, você escolhe entre 16,8 milhões de cores, sendo que cada tecla pode ter um tom individual ou compartilhar a mesma cor. A fabricante também oferece diversos efeitos pré-programados e a possibilidade de investir em combinações próprias caso você julgue isso necessário.

O sistema centralizado faz com que as teclas não “vazem” luz para o exterior, efeito comum entre outros teclados destinados para games. Não é possível considerar isso um defeito, já que este se trata somente de uma opção estética que pode ou não ser condizente com o gosto pessoal de certa parcela dos consumidores.

Software

Velho conhecido dos usuários de produtos Logitech, o Gaming Software da empresa continua sendo uma boa solução para a configuração de macros. As parcerias estabelecidas entre a empresa e algumas produtoras de games garantem a possibilidade de baixar perfis pré-programados para uma grande variedade de títulos — sendo que há espaço para que você armazene até 608 perfis diferentes.

O programa também permite mudar as funções de qualquer tecla (seu “G” pode responder como se fosse um “P”, por exemplo), ajustar o funcionamento de funções multimídia e configurar a inserção de blocos de texto mediante o pressionamento de um único botão, entre outras funções. A quantidade de opções disponíveis é muito grande e vale a pena dedicar algum tempo a descobrir o que o software oferece.

A versão mais recente do Gaming Software traz a opção de instalar o Overwolf, programa que indica a quantidade de quadros por segundo de seus jogos e traz algumas opções de iluminação pré-programadas para alguns títulos. A solução é interessante, embora não necessariamente essencial, e só decepciona pelo fato de não surgir integrada ao software da fabricante do teclado.

Vale a pena?

A Logitech fez um ótimo trabalho no G810 Orion Spectrum, que se mostra a melhor “propaganda” possível para o switch Romer-G. O produto tem características bastante completas, que incluem desde um sistema de iluminação RGB fácil de customizar até um excelente software para a configuração de macros e perfis de jogo.

No entanto, nem tudo é perfeito: a falta de uma memória interna e de um sistema integrado à nuvem faz com que você tenha que reconfigurar o teclado em toda máquina nova em que ele é usado — ponto no qual o Gaming Software ainda deixa muito a dever ao Razer Synapse, por exemplo.

Além disso, o sistema de iluminação pode não agradar a muitos consumidores, especialmente àqueles que gostam de LEDs cujos efeitos “se espalham” pelo corpo. No entanto, tal como a adoção de um layout internacional, isso não se trata exatamente de um defeito do produto, mas sim de uma opção de design que pode ou não ser condizente com seu gosto pessoal.

Mesmo com alguns pequenos problemas, o Logitech G810 é sem dúvida uma das opções mais atraentes em sua faixa de preço no Brasil. Vendido por valores que variam entre R$ 522,90 e R$ 658, o teclado já surgiu em algumas promoções pelo atrativo valor de R$ 420, muito abaixo do que é cobrado por concorrentes com qualidades semelhantes.

O Orion Spectrum pode ser considerado como a “estreia definitiva” da Logitech no segmento de teclados mecânicos, provando que a empresa acertou ao investir na criação do switch Romer-G. Caso você esteja pensando em comprar um novo acessório RGB, vale a pena considerar o produto da Logitech entre possíveis candidatos a uma aquisição.

Cupons de desconto TecMundo: