Famoso pela criação do sistema operacional que leva seu nome, Linus Torvalds não é exatamente conhecido por sua paciência ou por sua atitude amigável. Questionado sobre sua postura durante uma apresentação na Nova Zelândia, ele afirmou que não tem motivos para se importar com desenvolvedores, preferindo dar sua atenção a tecnologias e ao kernel de sua plataforma.

“Algumas pessoas pensam que eu sou legal e ficam chocadas quando descobrem uma postura diferente”, disse Torvalds ao desenvolvedor Matthew Garrett, do Nebula One. “Eu não sou uma pessoa legal, eu não ligo para você. Eu ligo para a tecnologia e para o kernel — isso que é importante para mim”, complementou.

Questionado sobre a falta de diversidade em meio ao universo de desenvolvedores, Torvalds afirmou que, em sua visão, o que importa é o trabalho feito por cada pessoa. Segundo ele, “a parte mais importante do open source é que as pessoas têm permissão de fazer aquilo em que elas são boas”. Ele complementa falando que “toda aquela coisa de diversidade é somente um detalhe que não é realmente importante”.

A resposta de Torvalds surge como um contraste a iniciativas promovidas pela Intel, Google, Apple, Facebook e outras companhias, que estão tomando atitudes para aumentar a diversidade do meio tecnológico. Além disso, elas contrariam a própria Linux Foundation, que recentemente afirmou estar tomando previdências para contratar mais mulheres e pessoas pertencentes a minorias.

Cupons de desconto TecMundo: