As histórias sobre a NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA) se envolvendo com grandes corporações ainda estão dando o que falar — e parece que essa história vai longe.

Semana passada, um vídeo publicado no YouTube mostrou como foi uma sessão do inquérito instaurado na Europa para tentar descobrir quais empresas teriam liberado dados para a NSA.

E, no meio de tantos esclarecimentos, surgiu a informação de que a NSA teria solicitado a Linus Torvalds para inserir alguma brecha (backdoor) em seu sistema operacional de código aberto.

Falando sobre o Linux, mas atacando o Windows

Durante uma série de questionamentos direcionados a um representante da Microsoft, Nils Torvalds, o pai de Linus, aproveitou o ensejo para comentar que seu filho havia sido abordado pela NSA nessa mesma história das brechas. Todavia, Nils comenta que a resposta de Linus em público foi diferente:

“Quando fizeram a mesma pergunta a meu filho mais velho: `Ele teria sido abordado pela NSA sobre a questão das backdoors?`, ele disse `Não`, mas ao mesmo tempo assentiu. Então, ele estava em uma posição jurídica tranquila. Ele tinha dado a resposta certa... Todo mundo entendeu que a NSA o abordou.”

(Fonte da imagem: Divulgação/Linux Foundation)

Logo em seguida, Nils disparou sua opinião sobre Windows, comentando que o sistema tem uma série de brechas, pois ele é mal programado. Os bugs do sistema são todas backdoors. Para finalizar, o pai de Linus ainda falou que a Microsoft diz que corrigiu um bug, mas que há suspeitas de que os programas do Windows tenham centenas de backdoors.

Cupons de desconto TecMundo: